quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Aécio Neves usou aeronaves oficiais de MG 124 vezes para ir ao Rio

Do R7
Entre 2003 e 2008, média foi de uma viagem a cada 15 dias para o Rio de Janeiro George Gianni/Divulgação

O senador Aécio Neves (PSDB) utilizou aeronaves oficiais para 124 viagens ao Rio de Janeiro durante o período em que esteve no Governo de Minas Gerais, entre os anos de 2003 e 2010. Os números são de um relatório produzido pelo atual Governo do Estado e entregue à ALMG (Assembleia Legislativa de Minas Gerais).  

O documento foi assinado pelo secretário da Casa Civil de Minas, Marco Antônio de Rezende Teixeira. No texto, ele ressalta que não foi possível levantar justificativas para os deslocamentos além de não determinar "todos os dados relativos à motivação, duração e custo total das diárias". Por isso, o secretário solicita ainda o prazo de 30 dias para conseguir informações que expliquem as viagens. 

Em média, o atual presidente nacional do PSDB viajou uma vez a cada 15 dias para a capital carioca entre 2003 e 2008, principalmente entre quinta-feira e domingo. Há ainda registros de deslocamentos para outras cidades do Rio, como Búzios e Angra dos Reis. Já entre 2008 e 2009, Aécio usou a aeronave do Governo seis vezes para ir à Florianópolis, onde morava sua namorada e hoje mulher, Letícia Weber. 

O sucessor do tucano, Antonio Anastasia (PSDB) ficou no Governo de 2010 a 2014 e fez 29 viagens à mesma cidade. Já o atual Governador do Estado, Fernando Pimentel (PT) foi somente uma vez ao Rio de Janeiro durante cerca de nove meses de mandato. A viagem aconteceu em fevereiro. 

Resposta

Em nota, a assessoria do senador informou que "a legislação que rege o uso de aeronaves do Poder Executivo Estadual de Minas reproduz, por questões de segurança, as mesmas normas do Poder Executivo Federal, determinando o uso de aeronave do Estado para deslocamento de qualquer natureza". 

Em relação às viagens ao Rio de Janeiro, o comunicado explicou que "o senador sempre se esforçou para, ao menos uma vez ao mês, visitar sua filha adolescente que reside naquela cidade, e fez isso seguindo estritamente a legislação e em atendimento à orientação do Gabinete Militar que, por questões de segurança, determinava que o governador do Estado se deslocasse em aeronave oficial". Parte dos deslocamentos teria sido feitos para "cumprimento de agendas oficiais do ex-governador". 

Ainda de acordo com a assessoria do tucano, a planilha apresentada pelo atual Governo possui "inúmeras imprecisões". Entre elas, a ausência de viagens oficiais feitas pelo senador em Brasília e Alagoas, nas datas de 27 de junho de 2005, 29 de janeiro de 2007 e 22 de setembro de 2008. No documento, consta que Aécio estava no Rio de Janeiro nestes períodos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário