10 abril, 2024

TRE-MA confirma cassação dos deputados Fernando Braide e Wellington do Curso

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Maranhão concluiu nesta terça-feira (9) o julgamento da Ação da Investigação Judicial Eleitoral (Aije) por fraude à conta de gênero contra o PSC, e confirmou, por 5 a 2, a cassação de todos os votos da chapa do partido nas eleições de 2022. Como consequência, estão cassados, também, os deputados estaduais Fernando Braide e Wellington do Curso.

Apesar de hoje estarem em partidos diferentes – PSD e Novo, respectivamente – os parlamentares são atingidos pela decisão porque foram eleitos pelo partido acusado na ação.

Segundo a decisão, a fraude foi caracterizada em relação a duas candidatas consideradas laranjas: Claudia Guilhermina e Vitória Gabriela.

Votação – A maioria pela cassação da chapa do PSC já havia sido formada na semana passada, quando um pedido de vista adiou a apreciação do caso no momento em que a votação já estava 4 a 1.

Nesta terça, o juiz eleitoral Tarcísio Araújo apresentou voto vista pela improcedência da ação, nos termos do voto do relator, desembargador José Gonçalo Filho. Já o juiz eleitoral Rodrigo Maia votou ela cassação.

Apelo – Também nesta terça, Wellington do Curso fez um forte discurso na tribuna da Assembleia Legislativa a respeito do processo.

O parlamentar afirma que chegou ao PSC no último dia de filiação, e por esse motivo não participou da montagem de chapa, muito menos de uma tentativa de fraude à cota de gênero. “Não houve crime em hipótese alguma”, disse.

Via Gilberto Léda

09 abril, 2024

Ídolo do Cordino, Ulisses nega aposentadoria do futebol: "Foi só homenagem"

Ulisses, atacante do Cordino. (Divulgação / Cordino EC)


Maior ídolo e artilheiro da história do Cordino, o atacante Ulisses comunicou, por meio das redes sociais, que não está se aposentando do futebol profissional. De acordo com o camisa 10, a homenagem recebida após a última partida do Cordino no Campeonato Maranhense 2024, realizada na terça-feira (2), com derrota por 3 a 0 para o Tuntum, foi apenas um reconhecimento pelo seu desempenho com a camisa da Onça de Barra do Corda.

"Galera, só um esclarecimento, eu não anunciei aposentadoria não. Isso foi uma homenagem aos meus feitos como jogador do Cordino", disse Ulisses.

Em vídeo publicado nas redes sociais do Cordino, o presidente Cirlei Pereira falou em "despedida do futebol" de Ulisses. No mesmo vídeo e em entrevista à TV Mirante, o camisa 10 falou em tom de despedida e fez uma série de agradecimentos.

"Fico feliz por essa homenagem e por tudo o que fiz pelo Cordino, pude conquistar prêmios individuais, marcar grandes gols, fazer grandes jogadas e dar alegria ao torcedor de Barra do Corda, que sempre torceu muito por mim. Nada a reclamar, só agradecer a Deus pela oportunidade de estar jogando futebol aos 40 anos, e a minha família, que sempre me deu todo o apoio", declarou Ulisses na ocasião.

Peça importante do Cordino desde a fundação do clube, em 2010, Ulisses teve algumas rápidas passagens por clubes como Grêmio Osasco, Moto Club, Ypiranga-RS e Sampaio Corrêa, mas foi na Onça de Barra do Corda que o atacante se destacou, acumulou grandes feitos e ganhou o carinho da torcida. Liderado pelo seu camisa 10, o Cordino foi vice do Campeonato Maranhense em 2017 e 2022, anos em que venceu turnos da competição, e faturou o título da Segundinha Maranhense na temporada de 2021. Além disso, Ulisses colocou o Cordino no cenário nacional, com a participação em competições como a Pré-Copa do Nordeste, a Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro Série D.

Pelo Cordino, Ulisses já foi quatro vezes artilheiro do Campeonato Maranhense, nas temporadas de 2012, 2016, 2017 e 2022, e está no topo da artilharia do Estadual em 2024, com sete gols em 11 partidas. Agora, o camisa 10 da Onça torce contra a concorrência, pois tem a chance de igualar o recorde do histórico artilheiro Pepê, que foi cinco vezes artilheiro do Campeonato Maranhense nos anos 40, sendo quatro vezes pelo Moto Club e uma pelo Santa Isabel.

Na expectativa pelo possível retorno de Ulisses, o Cordino só volta a jogar na temporada de 2025, quando buscará o retorno à elite estadual por meio da Segundinha Maranhense. A Onça de Barra do Corda já faturou o título da divisão de acesso em 2021.

Via Imirante

08 abril, 2024

Vereador é preso por agressão e ameaça à esposa no interior do Maranhão

Vereador Hindenburgo Lima dos Santos, do município de Parnarama, está preso.

Vereador Hindenburgo Lima dos Santos, do município de Parnarama, está preso.

Nesta sexta-feira, dia 5 de abril, o vereador Hindenburgo Lima dos Santos, representante do município de Parnarama (MA), foi preso pela Polícia Militar do Maranhão, sob acusação grave de agressão física e ameaça de morte contra sua esposa, Márcia Cristina.

O crime teve início na noite do dia 4 de abril, quando vizinhos relataram ter ouvido gritos de socorro vindos da residência do casal. Ao chegarem ao local, os policiais encontraram Márcia Cristina em estado de angústia, exibindo ferimentos nas costas, um dente quebrado e um corte na boca. Ela detalhou aos policiais as agressões sofridas, incluindo puxões de cabelo, quedas ao chão e sufocamento, além das ameaças feitas com um revólver calibre 38.

A presença da filha do casal, uma jovem de 19 anos, testemunhou as atrocidades e entregou à polícia um simulacro de arma de fogo que pertencia ao pai.

Em um áudio divulgado posteriormente, Márcia compartilhou seu relato angustiante sobre o momento de terror que vivenciou. “Aí foi a mancha da mão que ele me segurou, prendendo meus pulsos. Quando ele estava gritando que eu me agachei, aí estava vermelhinho, mas estava mais forte, porque eu fiquei com medo de morrer. Eu fiquei com medo de morrer. Ele prendeu com força”, revelou.

Após esconder a arma utilizada nas ameaças, Hindenburgo foi conduzido à Central de Flagrantes de Timon, onde foi formalmente acusado pelos crimes de lesão corporal contra a mulher, ameaça, violência doméstica e posse irregular de arma de fogo de uso permitido.

Via Domingos Costa

Cadáver é encontrado boiando em rio e segurando cartão bancário

Na manhã deste Domingo (7), o repórter Jhones Lopes publicou em duas redes sociais imagens sobre o achado de cadáver preso a troncos e galhos, boiando no Rio Itapecuru, por trás do Centro de Reabilitação, em Coroatá.

O fato curioso é que em uma das mãos que ficou para fora d'água o cadáver, do sexo masculino, segurava um cartão bancário.

Os órgãos de segurança ainda tentam identificar a pessoa e também saber a causa e circunstâncias da morte.

O Maranhense

07 abril, 2024

Morre Ziraldo, aos 91 anos, criador de O Menino Maluquinho

O escritor Ziraldo morreu neste sábado, 6, aos 91 anos,. A informação confirmada pela família do desenhista foi que ele morreu enquanto dormia, no apartamento onde morava, no bairro da Lagoa, na Zona Sul do Rio de Janeiro, por volta das 15h.

O escritor Ziraldo é mundialmente conhecido por ser criador de O Menino Maluquinho e personagens da Turma do Pererê, além dos livros Bichinho da maçã, Flicts e Os Meninos Morenos, tendo sido um dos escritores infantis mais aclamados do Brasil.

O desenhista, chargista, caricaturista e jornalista foi também um dos fundadores do jornal O Pasquim, nos anos 1960, um dos principais veículos a combater a ditadura militar no Brasil.

No dia seguinte à edição do Ato Institucional nº 5 (AI-5), editado no dia 13 de dezembro de 1968 durante o governo do general Costa e Silva, Ziraldo foi preso em casa e levado para o Forte de Copacabana por ser considerado um “elemento perigoso”.

Mineiro

Ziraldo Alves Pinto, nasceu em Caratinga (MG), em 1932. Desenhista, caricaturista, cartunista, ilustrador, jornalista e escritor. Aos 7 anos de idade, em 1939, Ziraldo apresentou seu primeiro desenho no jornal Folha de Minas. Em 1949, muda-se para o Rio de Janeiro, onde fez carreira.

Atualmente, o Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB no Rio de Janeiro está com a exposição interativa Mundo Zira, em homenagem à obra de Ziraldo.

Sua mais conhecida criação, o Menino Maluquinho, nasceu nos anos 1980 e foi inspirado no filho do escritor. O personagem deu origem ao livro infantil campeão de vendas e ao filme de grande sucesso nos cinemas do país. O livro foi traduzido para o inglês, espanhol, basco, alemão e o italiano e teve adaptações para o cinema, teatro e televisão.

Com tantos personagens marcantes de histórias infantis, Ziraldo parou de produzir textos e desenhos em setembro de 2018, quando sofreu um acidente vascular cerebral (AVC). Seu estúdio, onde trabalhou durante 70 anos, instalado no bairro da Lagoa, zona sul do Rio, está sendo transformado no Instituto Ziraldo.

Na TV Brasil, os 26 episódios do programa Um Menino muito Maluquinho foram apresentados ao longo de 2006. O cartunista e escritor ainda apresentou o ABC do Ziraldo durante cinco temporadas.  Foram 189 episódios onde o tema era sempre incentivar jovens e crianças ao hábito da leitura.

Da Agência Brasil

05 abril, 2024

Tuntum mostra competência e vence Moto dentro e fora de campo


Em julgamento virtual, por meio de videoconferência, realizado na tarde desta sexta-feira (05), o pleno do TJD-MA (Tribunal de Justiça Desportiva do Maranhão) decidiu não acatar o recurso do Moto Clube de São Luís, que, consequentemente, perdeu a chance de fazer uma das semifinais do Campeonato Maranhense de Futebol contra o Maranhão Atlético Clube (MAC), nesta segunda-feira (08).

O Moto entrou com recurso contra o Tuntum alegando que o time interiorano colocou o meia Wadson, suspenso por 4 partidas pela Comissão Disciplinar, no jogo contra o MAC, dia 24 de fevereiro, quando o jogador deveria cumprir a primeira suspensão

O imbróglio aconteceu por conta do julgamento da Comissão Disciplinar, dia 23 de fevereiro, uma sexta-feira, que suspendeu o jogador Wadson, do Tuntum, por 4 partidas em razão de ter agredido um atleta adversário numa partida passada do Campeonato Maranhense.

Acontece que no dia seguinte, sábado, dia 24 de fevereiro, no jogo contra o MAC, em Tuntum, pela 9ª rodada, o Tuntum, que até venceu o MAC (2×0), colocou o jogador para atuar.

Diante disso, o Moto entrou com recurso contra o Tuntum, alegando que o jogador Wadson atuou de forma irregular.

O Tuntum até tinha alegado que não tomou conhecimento da pauta de julgamento – não foi citado oficialmente -, mas essa tese foi derrubada no julgamento.

No julgamento da comissão disciplinar – 1ª instancia – o Tuntum foi absolvido – por 3 votos a 1 –, os auditores entenderam que a punição deveria começar a ser cumprida no primeiro dia útil; ou seja, a partir de 2ª feira, dia 26 de fevereiro – relembrando: o julgamento foi na sexta (23/2) e o jogador atuou supostamente de forma irregular no sábado, 24, contra o MAC.

Absolvido, o Tuntum manteve os seis pontos e ganhou a condição de semifinalista.

Com este entendimento do TJD-MA, o Moto perdeu a chance de assumir a quarta colocação e ser o adversário do MAC na semifinal, na segunda-feira, 8, às 19h30, no Castelão.

No entanto, o resultado desta sexta no TJD-MA não encerra a questão, uma vez que quem se sentir prejudicado tem o direito de recorrer à última instância, que é o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

O informante

04 abril, 2024

Polícia prende funcionário do Detran-MA e secretário da Prefeitura de Ba...

Imirante

Um funcionário do Departamento Estadual de Trânsito do Maranhão (Detran-MA) foi preso, nesta quinta-feira (4), em uma operação de combate a um esquema de venda indevida de placas vermelhas a falsos taxistas em Bacabal. Outros dois suspeitos também já foram presos. O secretário de Finanças da Prefeitura de Bacabal também é alvo da operação.

Os policiais saíram para cumprir, ao todo, 12 mandados de busca e apreensão e quatro de prisão. Três desses mandados de prisão já foram cumpridos. Até o momento, quatro carros e quatro motos também já foram apreendidos.

O objetivo da operação é combater um esquema de facilitação da venda de placas vermelhas. Condutores, que não atuam no serviço de táxi, estavam recebendo a placa vermelha para ganhar benefícios indevidos, como descontos na compra de carros, isenção e redução de impostos.

De acordo com o delegado de Bacabal, Egiton Rocha, as placas eram vendidas no valor entre R$ 5 mil e R$ 20 mil. Para a emissão das placas, o grupo criminoso produzia declarações falsas de taxistas.

“Essa operação decorreu de uma investigação há aproximadamente dois meses quando a gente começou a fazer levantamento de vendas de vagas de taxista de forma paulatina. De 2023 para cá essas vendas se intensificaram. O secretário de Finanças do município, juntamente com o secretário-adjunto, se utilizava de intermediadores para vender essas placas para pessoas comuns, que são servidores públicos, trabalham na iniciativa privada, são pessoas que não exercem efetivamente a profissão de taxista, mas se utilizavam desse benefício para conseguir isenção tributária de ICMS na compra de carros novos e no pagamento do IPVA”, explicou o delegado.

03 abril, 2024

Operação apreende bens na casa de ex-deputado do Maranhão


O Grupo de Atuação Especial no Combate às Organizações Criminosas do Ministério Público do Maranhão (Gaeco), cumpriu, nesta quarta-feira, 3, mandados de busca e apreensão, durante a Operação Damnare Avarita, nos municípios de Imperatriz, Açailândia e Governador Edison Lobão.

As investigações, que estão sendo realizadas pela 2ª Promotoria de Justiça Especializada de Açailândia, cujo titular é o promotor de justiça Denys Rêgo, apuram denúncias de “Rachadinha” no gabinete do ex-deputado estadual José Alves Cavalcante.

Na ação, foram apreendidos documentos, bens, computadores, celulares e arma de fogo.

De acordo com o procedimento investigatório, o ex-deputado estadual recebia dos funcionários da Assembleia Legislativa parte do salário dos assessores do seu gabinete.

A prática era conhecida como “Rachadinha” por meio de familiares e funcionários de sua confiança. Estas pessoas recebiam grandes quantidades de dinheiro em espécie para realizar depósitos com ou sem identificação.

Ação do Gaeco contou com apoio da Polícia Civil e PRF

As investigações também levantaram que vários assessores do gabinete do ex-deputado sacavam os valores de suas remunerações em espécie em caixas eletrônicos ou na própria agência bancária de forma sistemática, durante o período dos seus vínculos com a Assembleia Legislativa.

Além dos imóveis do ex-deputado estadual, foram alvos da operação a casa do seu filho, Jefte Cavalcante, assim como do tesoureiro José Félix Costa Júnior.

Jonh Currim

01 abril, 2024

Prepare o bolso! Remédios ficam mais caros a partir de hoje


Os preços dos medicamentos serão reajustados em até 4,5% pelos fabricantes a partir deste domingo (31). O aumento deve começar a refletir para o consumidor nas próximas duas semanas. O percentual foi definido pelo conselho da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos com base no IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) do período de março de 2023 a fevereiro de 2024.

Neste ano, o reajuste do preço máximo foi equivalente ao índice da inflação e deve afetar cerca de 13 mil produtos. O aumento já era esperado pelo Sindusfarma (Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos).

O Ministério da Saúde ressaltou que o reajuste é o menor praticado desde 2020 e que o percentual não representa um aumento automático nos preços, mas sim uma definição de teto permitido de reajuste.

“O Brasil adota atualmente uma política de regulação de preços focada na proteção ao cidadão, estabelecendo sempre um teto para o percentual do aumento para proteger as pessoas e evitar aumentos abusivos de preço”, afirmou Carlos Gadelha, secretário de Ciência, Tecnologia, Inovação e Complexo da Saúde da pasta.

As indústrias farmacêuticas têm permissão para alterar os preços de seus produtos apenas uma vez por ano, para compensar os aumentos do custo de produção acumulados nos 12 meses anteriores.

Cabe à Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) elaborar um cálculo que garanta o reajuste. O controle ao qual o setor farmacêutico é submetido estabelece como teto o aumento de 4,5% em todos os níveis.

As farmácias têm a opção de realizar os incrementos de uma só vez ou ao longo do ano, desde que não ultrapassem o limite estabelecido.

Via Gazeta Brasil

31 março, 2024

SAÚDE!! Jovem tem colapso do pulmão por uso de VAPE "Não vou passar dos 40" , Veja os riscos de usar o CIGARRO ELETRÔNICO

Uma jovem de 22 anos enfrentou um colapso permanente dos pulmões devido ao uso de vape. Karlee Ozkurt iniciou seu hábito de fumar aos 15 anos e continuou até os 20 anos, tornando-se dependente do cigarro eletrônico durante esse período.

Karlee recebeu seu primeiro cigarro eletrônico de amigas quando estava no colégio e rapidamente desenvolveu uma dependência. Em uma entrevista ao Daily Mail, ela admitiu: "Eu pensava que usar cigarro eletrônico era algo divertido. Não percebi o quão estúpido era até que fosse tarde demais."

Ela lamentou os danos irreparáveis causados aos seus pulmões, reconhecendo que poderia morrer prematuramente devido ao hábito incentivado por suas amigas. O primeiro colapso pulmonar ocorreu em 2021, dois anos após começar a fumar, e embora tenha ficado três meses sem vape após o susto inicial, eventualmente voltou ao hábito. No final de 2022, enfrentou outro colapso pulmonar, exigindo cirurgia de emergência.

Um colapso pulmonar, ou atelectasia, é quando o tecido pulmonar perde volume e contrai, podendo ser assintomático ou causar dores intensas, como ocorreu no segundo diagnóstico de Karlee. Essa condição também leva a dificuldades respiratórias intensas e aumenta o risco de desenvolver pneumonia, tosse crônica, enfisema pulmonar ou doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) se não for tratada.

Depois do segundo colapso pulmonar, Karlee conseguiu parar definitivamente de fumar. Ela agora depende de comprimidos para lidar com a dependência de nicotina e faz fisioterapia para recuperar sua capacidade respiratória. Karlee aconselha enfaticamente as pessoas a evitarem iniciar o uso de dispositivos de vape e, se já estiverem fumando, a pararem imediatamente enquanto ainda há tempo.

QUAIS OS RISCOS DE USAR O CIGARRO ELETRÔNICO?

Nos últimos anos, o mercado tem testemunhado o crescimento acelerado do cigarro eletrônico, também conhecido como “vape”.

Esses dispositivos prometem ser uma alternativa mais segura ao tabagismo convencional. No entanto, por trás da fumaça aromatizada e das promessas de redução de danos, escondem-se riscos significativos para a saúde.

Como ele pode afetar o bem-estar de quem faz o uso?

Ao contrário do que muitos acreditam, o líquido utilizado nos cigarros eletrônicos não é apenas vapor de água. Ele consiste em uma mistura de substâncias químicas, muitas das quais são altamente tóxicas e prejudiciais à saúde. E ainda há casos do que contêm nicotina, que é altamente viciante, além disso, o sabor agradável muitas vezes mascara a presença de compostos tóxicos, criando uma ilusão de segurança.

Riscos respiratórios e cardiovasculares

Diferentemente do mito de que “VAPE” é inofensivo para os pulmões, estudos têm mostrado que o ato de inalar vapores químicos pode causar danos significativos aos pulmões. O uso contínuo de cigarros eletrônicos tem sido associado a condições como bronquite, inflamação pulmonar e até mesmo pneumonias graves. Além disso, o vapor liberado pelos dispositivos pode conter partículas ultrafinas que penetram profundamente nos pulmões, agravando ainda mais os problemas respiratórios.

Segundo o Ministério da Saúde, existem diversos relatos de casos com diferentes características, desde sintomas respiratórios leves até pneumotórax espontâneo, que seria uma presença de ar na membrana interna do tórax.

Pode causar dependência e prejudicar a saúde mental?

A natureza altamente viciante da nicotina nos cigarros eletrônicos pode levar à dependência rapidamente, deixando os usuários lutando para se libertar desse ciclo. A dependência de nicotina não afeta apenas o corpo, mas também a saúde mental. Ansiedade, irritabilidade e dificuldades de concentração são sintomas comuns de abstinência, afetando a qualidade de vida dos usuários.

Embora o cigarro eletrônico seja comercializado como uma alternativa “mais segura” ao tabagismo, a realidade é que ele carrega riscos substanciais para a saúde. Desde a composição química prejudicial até os efeitos adversos sobre os pulmões, a dependência química e os impactos negativos sobre os jovens, o “VAPE” não deve ser subestimado. Promover a conscientização sobre esses malefícios é essencial para que as pessoas possam tomar decisões informadas sobre seu bem-estar. Lembre-se sempre de consultar profissionais de saúde antes de adotar qualquer hábito que possa afetar sua saúde a longo prazo.

Via Metrópoles

27 março, 2024

"Obrigado, Deus! meu sonho de criança foi realizado", diz Galeno sobre sua estreia na Seleção Brasileira

Atacante Galeno sofreU pênalti no empate do Brasil contra a Espanha — Foto: Divulgação

O atacante maranhense Galeno estreou com a camisa da Seleção Brasileira nesta terça-feira (26), no empate em 3 a 3, no amistoso contra a Espanha, no Estádio Santiago Bernabéu, em Madri.

- Obrigado, meu Deus. Sonho de criança se realizou. Pai, tudo é para você, por você e pela nossa família. Sei que está orgulhoso daí de cima, obrigado por tudo, seu nome será lembrado para sempre. Vamos, meu Brasil! - Disse

Galeno entrou em campo apenas aos 36 minutos do segundo tempo, o atacante maranhense teve participação decisiva no empate do Brasil, sendo derrubado na grande área pelo lateral espanhol Carvajal e sofrendo o pênalti que originou o terceiro gol brasileiro, marcado por Lucas Paquetá.

Galeno foi convocado por Dorival Júnior para os amistosos contra Inglaterra e Espanha. Nascido em Barra do Corda, no interior do Maranhão, o jogador de 26 anos foi contratado pelo Porto em 2016, passou por Portimonense, Rio Ave e Braga antes de ter protagonismo no estádio do Dragão.

Na temporada 2023/24, Galeno já disputou 36 partidas pelo Porto, com 13 gols marcados e 11 assistências. O atacante maranhense é o vice-artilheiro da Liga dos Campeões da Europa, com cinco gols.

GE MA

Vice-prefeita de Estreito, Verbena Macedo, anuncia rompimento com prefeito Léo Cunha

A vice-prefeita de Estreito, Verbena Macedo, anunciou publicamente seu rompimento com o prefeito Leo Cunha. Em um vídeo divulgado nas redes sociais, Verbena expressou suas preocupações e motivos para tomar essa decisão surpreendente, que ecoou entre os cidadãos da cidade.

“No momento em que assumi a responsabilidade de ser vice-prefeita desta cidade, fiz o compromisso de servir e melhorar a vida dos mais necessitados”, disse Verbena no vídeo. No entanto, ela lamentou que suas esperanças tenham sido frustradas e suas capacidades negligenciadas, conforme declarado: “Tenho sido excluída das decisões importantes e minha capacidade de agir em prol do povo foi minada.”

A parte central da questão parece residir na percepção de que suas prioridades e esforços em prol do bem-estar social e desenvolvimento comunitário foram colocados em segundo plano. A vice-prefeita deixou claro que não podia mais tolerar essa situação, enfatizando sua determinação em continuar sua missão de servir e lutar por justiça social.

Apesar do rompimento com a gestão atual, Verbena reiterou seu compromisso com a cidade e seu povo, afirmando que continuará desempenhando suas funções como vice-prefeita. “Meu compromisso com esta cidade, nossa gente, continua inabalável”, proclamou ela.

O anúncio do rompimento de Verbena Macedo com o prefeito Leo Cunha gerou uma onda de reações na cidade, com muitos expressando apoio à decisão da vice-prefeita. Agora, o futuro político de Estreito parece mais incerto do que nunca, com especulações sobre as repercussões dessa ruptura e seu impacto nas próximas eleições. 

Via Me Informo

26 março, 2024

FALSIDADE! Frase dita por suspeito de planejar morte de Marielle choca vereadores

Em reunião com vereadores, em 2018, o então chefe da Polícia Civil do Rio, Rivaldo Barbosa, fez relato que, agora, choca colegas de Marielle

Vereadores da Câmara Municipal do Rio de Janeiro estão em choque com um relato feito, em 2018, pelo então chefe da Polícia Civil do estado, Rivaldo Barbosa, em uma reunião ocorrida menos de um mês após a execução de Marielle Franco.

Às 11 horas de 4 de abril de 2018, Rivaldo Barbosa recebeu em seu gabinete seis vereadores que integravam uma comissão temporária para acompanhar a intervenção na segurança pública do estado, comandada pelo general Braga Netto.

Antes mesmo que algum dos parlamentares lhe fizesse perguntas, o então chefe da Polícia Civil se antecipou:

“Meu objetivo principal é solucionar o assassinato da Marielle. Nós éramos amigos de longa data, desde antes de ela ser vereadora”. Preso neste domingo (24/3) por suspeita de arquitetar a execução, o delegado Rivaldo Barbosa continuou:

“Marielle fazia parte da Comissão de Direitos Humanos da Alerj [na equipe do deputado Marcelo Freixo]. E por isso me trazia muitos casos de denúncias que recebia, já naquela época. Sou amigo, inclusive, da família dela. Vou fazer tudo o que estiver ao meu alcance”. A lembrança do relato, seis anos após a execução, embrulha o estômago dos vereadores presentes.

Rivaldo Barbosa é citado nas investigações como o mentor do assassinato de Marielle Franco.

A Polícia Federal aponta que ele teria instruído que a execução não ocorresse no trajeto que a vereadora fazia para a Câmara Municipal, de modo a evitar que a investigação caísse nas mãos da Polícia Federal, por ser crime político.

Governador presente

Entre os seis vereadores que participaram da reunião com Rivaldo Barbosa, estava o hoje governador do Rio, Cláudio Castro (PL). Na época, o então parlamentar integrava as fileiras do PSC.

O atual presidente da Câmara Municipal do Rio, Carlo Caiado (PSD), também foi ao encontro. Ele comandava a comissão criada para acompanhar a intervenção federal no estado.

Rivaldo Barbosa estava acompanhado de sua subchefe de gabinete, delegada Gisélia Miranda.

Via Metrópoles

25 março, 2024

Duas jovens perdem a vida na MA-352 em trágico acidente entre Gonçalves Dias e Governador Archer

No último domingo, dia 24 de março, uma tarde que seria como outra qualquer transformou-se em uma tragédia de proporções devastadoras na MA-352, entre as cidades de Gonçalves Dias e Governador Archer. Duas jovens, Mariana Amorim Mourão e Anna Grazielly Sousa Mourão, perderam suas vidas em um acidente que comoveu toda a região.

Segundo relatos, as duas amigas trafegavam pela rodovia em uma motocicleta, quando, por motivos ainda não esclarecidos, perderam o controle do veículo e colidiram frontalmente com uma pickup. O impacto foi devastador, resultando na morte instantânea de Mariana e Anna Grazielly. Ambas as jovens eram naturais de Governador Archer, cidade onde suas famílias residem.

A notícia da tragédia rapidamente se espalhou, deixando amigos e familiares em estado de choque e profundo pesar. A prefeita do município, professora Leide, expressou sua consternação e emitiu uma nota oficial de pesar, lamentando profundamente o falecimento das jovens e decretando luto oficial de três dias em Governador Archer.

Em sua declaração, a prefeita Leide destacou: “LUTO OFICIAL! Fica decretado Luto Oficial por 03 (três) dias no Município de Governador Archer, Estado do Maranhão, em virtude do falecimento de Mariana Amorim Mourão e Anna Grazielly Sousa Mourão”.

O luto agora paira sobre Governador Archer, enquanto a comunidade se une para prestar solidariedade às famílias enlutadas e para refletir sobre a fragilidade da vida e a importância da prudência no trânsito. A perda de Mariana e Anna Grazielly deixará uma marca indelével nos corações daqueles que as amavam, enquanto a lembrança de suas vidas será honrada e preservada por aqueles que as conheceram. Wilque Gomes

Além de Marielle, delação de Lessa revela outros crimes

delação premiada do ex-policial militar Ronnie Lessa, assassino confesso da vereadora Marielle Franco (PSol) e do motorista Anderson Gomes, pode trazer luz e colaborar com a elucidação de outras investigações em andamento. Isso porque anexos do documento, ainda em segredo de Justiça, cita outros 11 crimes praticados pelo grupo de matadores

Agora, a Procuradoria-Geral da República (PGR) deve oferecer denúncia do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes, responsável pelo caso. O relatório do inquérito da Polícia Federal aponta como mandantes do crime os irmãos Domingos e Chiquinho Brazão, e o delegado Rivaldo Barbosa, acusado de garantir que o caso não fosse elucidado. Os três estão presos, preventivamente, no presídio federal de Brasília.

A PF também acredita que as apreensões de celulares, computadores e documentos nos imóveis dos alvos também podem vir informações que corroborem com a apuração de outros casos. O propósito da corporação é de que, após seis anos dos assassinatos de Marielle e Anderson, ainda surjam mais evidências contra os acusados no material recolhido.

Entre as principais suspeitas está a de que Rivaldo tenha recebido propina para evitar que as investigações da Delegacia de Homicídios da Capital (DHC) chegassem aos reais autores e mandantes do crime. Conforme Lessa informou em sua colaboração, o delegado foi pago de forma antecipada:

“Nós sentimos até bastante firmeza pela magnitude da coisa, tá lidando com o diretor da DH; se o diretor da DH faz uma exigência dessa, na minha concepção, ela já tem uma linha traçada para desviar o assunto”, diz Lessa num trecho da delação.

Crimes investigados

As investigações do delegado da PF Guilhermo Catramby, em conjunto com o Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Rio (MPRJ), ainda abriram o flanco para a conclusão de inquéritos que há pelo menos 12 anos continuam sem solução nos escaninhos da DHC.

Neste caso, a apuração prosseguirá com os promotores. São eles: os assassinatos do candidato a vereador e presidente da Portela, Marcos Falcon, em 2016; e do contraventor Haylton Escafura, filho de José Caruzzo Escafura, o Piruinha; entre outros. Alguns deles conectados à disputa pelo domínio territorial pelas milícias e pela contravenção.

Fontes vinculadas à investigação ressaltam, no entanto, as dificuldades na obtenção de provas num período tão distante da data do crime, ocorrido em 14 de março de 2018. Para confirmar tudo que Lessa disse no acordo de colaboração premiada, seriam necessárias imagens de locais usados como pontos de encontro, por exemplo.

Entre os obstáculos estão o tempo que se passou desde o crime, já que as imagens não estão mais armazenadas — os registros das antenas das companhias de celular também não são guardados por longo período.

Entrada da PF

Apesar da entrada tardia da Polícia Federal no caso e da complexidade da investigação, o delegado e oito agentes federais mergulharam no caso em fevereiro do ano passado. O grupo foi convocado pelo então ministro da Justiça, Flávio Dino, que assumiu a pasta prometendo chegar aos mandantes do duplo homicídio. Os policiais da PF revisitaram tudo o que havia sido apurado até então.

Dino fez um acordo com o governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, de apoio nas investigações, mas depois assumiu o caso de vez, o que acabou sendo um alívio, segundo fontes, para a Polícia Civil. O Gaeco continuou comprometido com a apuração.

Durante a apuração, mesmo com as complicações criadas, como o plantio de uma falsa testemunha e o desfazimento de provas importantes, inclusive com o sumiço de imagens e até de celulares de alvos, era possível avançar. Outro documento importante que serviu de norte para os investigadores foi o relatório do delegado federal Leandro Almada, que desvendou a primeira farsa do caso, no episódio que ficou conhecido como “investigação da investigação”.

Por ironia do destino, Almada foi o delegado escolhido pela Diretoria da PF, durante a ascensão do governo Lula, em 2023, como superintendente da corporação no Rio.

Em seu relatório, de quase 600 páginas, ele apontou que Rivaldo foi quem levou a falsa testemunha, o então policial militar Rodrigo Ferreira, o Ferreirinha, na presença do delegado Giniton Lages e do comissário da Polícia Civil, Marco Antônio de Barros Pinto, o Marquinho, que atuaram na primeira fase do caso Marielle, em maio de 2018.

O delator farsante apontou o miliciano Orlando Oliveira de Araújo, o Orlando Curicica, e o vereador Marcello Siciliano, como autor e mandante do crime. Tudo não passava de cortina de fumaça ou, “embuchamento”, no jargão policial, para que o caso fosse atribuído a eles e encerrado de forma mais rápida.

Na conclusão do documento, Almada indiciou Ferreirinha. Embora tenha investigado Domingos Brazão como mandante, ele o deixou de fora, sem, no entanto, descartá-lo totalmente. Esse foi o fio da meada, que, com um ano de apuração da nova equipe da PF, levou Lessa a colaborar.

Via Metrópoles

24 março, 2024

Washington Oliveira é empossado como secretário de Representação Institucional no Distrito Federal

Em São Luís, no Auditório do Palácio Henrique de La Rocque, nesta sexta-feira (22), a cerimônia de posse de Washington Luiz de Oliveira como secretário de Estado da Representação Institucional no Distrito Federal (SeriDF) atraiu autoridades e cidadãos interessados em testemunhar o compromisso de um veterano da política com a busca por recursos e o fortalecimento das relações entre o Maranhão e o Governo Federal.

Nascido em Várzea Alegre, no Ceará, Joaquim Washington Luiz de Oliveira dedicou sua vida ao serviço público e à defesa dos direitos humanos e trabalhistas. Com passagens destacadas como ex-vice-governador do Maranhão e ex-deputado federal, Washington Oliveira também deixou sua marca como um dos autores do projeto Ficha Limpa, uma iniciativa crucial para o aprimoramento da transparência e da integridade no cenário político brasileiro.

Sua eleição como conselheiro do Tribunal de Contas do Estado do Maranhão, em 2013, refletiu o reconhecimento de sua competência e integridade na esfera pública. Sua aposentadoria do TCE-MA, em 2024, marcou o fim de uma carreira comprometida com o bem-estar social e o fortalecimento das instituições democráticas.

Durante a cerimônia, o governador Carlos Brandão destacou a importância da nomeação de Washington Luís para a SeriDF, enfatizando sua experiência e habilidade em buscar recursos para o estado.

“O nosso governo sempre possuiu uma boa relação com o Governo Federal, liderado pelo presidente Lula. Agora, com a presença de Washington Oliveira na Secretaria de Representação no Distrito Federal, a nossa interlocução com a esfera federal deve aumentar ainda mais. Washington é muito experiente, já foi presidente de partido, deputado federal, vice-governador, ele conhece Brasília muito bem e sabe como buscar recursos”, assegurou Brandão.

Em suas primeiras declarações como secretário de Estado da Representação Institucional no Distrito Federal, Washington Oliveira expressou sua determinação em fortalecer os laços do Governo do Maranhão junto ao Governo Federal e à bancada maranhense na Câmara e Senado.

“É importante estar em Brasília representando o Governo do Maranhão. Tenho muitos amigos nos ministérios e isso, naturalmente, adere à ideia que o governador tem de buscarmos os programas do Governo Federal, a exemplo do Novo PAC, para que os recursos cheguem ao Maranhão e que haja uma execução de forma célere. Vou procurar, ainda, ter um um diálogo forte com a bancada federal maranhense tanto da Câmara, quanto do Senado, além de todos os ministros do Governo Lula”, pontuou o titular da SeriDF. Diego Emir