sexta-feira, 30 de setembro de 2016

‘Operação Resposta’ identifica 40 detentos como mandantes de ataques e SSP solicita transferência para presídios federais; coletiva será às 15h30


A polícia identificou 40 detentos que já cumprem pena no sistema prisional envolvidos com os ataques a ônibus e escolas da capital, na noite de quinta-feira (29). O grupo foi autuado por crimes de organização criminosa, incêndio a coletivos e a órgãos públicos. Os detentos já respondem a processo por assaltos a mão armada, tráfico de drogas, formação de quadrilha, latrocínios – que é o roubo seguido de morte – e homicídio. A Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP-MA) solicitou à Justiça a transferência de todos eles para presídios federais.

“São criminosos de alta periculosidade, que cumprem pena por crimes gravíssimos. A única medida é retirá-los do cenário para que não continuem incentivando estes atos, e, assim, impedir que sejam cometidos mais crimes”, ressaltou o titular da Superintendência Especial de Investigação Criminal (Seic), Tiago Bardal. Desde os atentados a polícia já capturou 24 pessoas, sendo 12 adolescentes que foram encaminhados à internação no Centro de Juventude Canaã, no Vinhais. Os demais estão na Seic, onde serão interrogados, autuados e enviados ao Complexo de Pedrinhas.

Para evitar a movimentação dos criminosos, as Polícias Militar e Civil realizaram, na manhã desta sexta-feira (30), operação ostensiva em todos os presídios do sistema penitenciário. Um total de 700 policiais ocupou as detenções para cumprir revistas minuciosas e abordagens à procura de celulares, armas e drogas. “É uma ação ‘pente fino’ para fechar o cerco contra esses criminosos e mostrar que a Segurança não vai deixar que eles instaurem o clima de medo na cidade”, enfatizou Bardal. Deste efetivo, 450 são agentes de segurança prisional da Secretaria de Estado da Administração Penitenciária (Seap), 150 são da Polícia Militar e 100 são da Polícia Civil.

Entrevista coletiva

Os primeiros resultados da 'Operação Resposta' serão apresentados durante entrevista coletiva, às 15h30, no auditório da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP), com a presença da cúpula da Segurança.

Estarão presentes os secretários de Administração Penitenciária, Murilo Andrade de Oliveira; de Segurança Pública, Jefferson Portela; o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Frederico Pereira; e o delegado-geral de Polícia Civil, Lawrence Melo.

Operação Eleição

Reforçando esse trabalho ostensivo, tropas federais serão enviadas para o Maranhão, a pedido do governador, para juntar-se aos 7.500 homens que atuarão nos próximos dias para impedir que facções criminosas tentem tumultuar as eleições. A Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) orienta que os cidadãos repassem informações que ajudem a polícia no combate ao crime por meio do número do aplicativo Whatsapp (98) 9.9163.4899 e pelo aplicativo “Byzu”, compatível com todos os sistemas operacionais.

Drama: Cabañas se diz mais culpado que atirador e relata golpe da própria família

Cabañas levou um tiro na cabeça em janeiro de 2010
Cabañas levou um tiro na cabeça em janeiro de 2010

Mais de seis anos se passaram desde a madrugada em que Salvador Cabañas levou um tiro na cabeça e por pouco não morreu. O episódio que aconteceu em uma discoteca no México e quase lhe custou a vida hoje faz do ex-atacante paraguaio um homem sereno, sem desejo de vingança. Decepções com família e amigos, segundo ele, rendem mais tristeza que o disparo do dia 25 de janeiro de 2010.

"Ele [atirador] está perdoado faz muito tempo. Não há outra forma de viver em paz. Se eu pensasse 24h por dia em vingança não seria feliz. Tive mais culpa que meu agressor, já que estava às 5h da manhã em uma discoteca. Não era o certo para um jogador de elite. Ainda me pergunto por que fiz isso", lamenta ele ao jornal ABC, numa análise pouco provável para quem estava no auge da carreira.

Cabañas era nome importante da seleção do Paraguai às vésperas da Copa do Mundo de 2010 e uma estrela do América (MEX). Ganhava cerca de US$ 2 milhões por ano. O Manchester United queria contratá-lo, conta ele. Mas uma bala na cabeça mudou tudo.

O disparo foi à queima-roupa pelo narcotraficante José Jorge Garza. Levado para o hospital, o ex-atacante passou por uma cirurgia de alto risco. De acordo com ele, o sucesso do procedimento foi um milagre, a ponto de os próprios médicos, em algum momento, recomendarem aos pais que providenciassem o enterro de Cabañas.

"Fiquei várias horas em coma. Não podia falar nem me mover, mas escutei como os médicos diziam aos meus pais que eles fossem preparando meu enterro", recorda.

O enterro não aconteceu. Cabañas passou por três meses intensos de reabilitação. Foi nesse momento que o maior golpe aconteceu, na análise do paraguaio. Esposa, empresário e advogado, segundo ele, roubaram tudo que ele tinha com assinaturas falsificadas. Alguns tios também colaboraram no golpe, ele revela.

"Sacaram da minha conta US$ 12 milhões. Tiraram de mim uma mansão em Assunção e outras duas casas em Acapulco e Cancún. Também me roubaram joias valiosas. Para ser sincero, doeu mais ser roubado por gente que me amava do que o tiro que levei na cabeça", resume.

Hoje com 36 anos e a bala alojada na cabeça, Cabañas gerencia um complexo esportivo no Paraguai que leva seu nome e recebe crianças de diferentes idades. Sonho que ele divide com outro: o de ser treinador. Atualmente ele comanda um time da quarta divisão. "Só quero reconquistar o que é meu e ficar em paz", finaliza o ex-atacante.

UOL

Com muita fé e alegria, grupo do Edson do Totonho realiza comício de encerramento em São Domingos e mostra o porque ganhará eleição


A noite da quarta-feira (28) deixou claro a vantagem do Edson do Totonho para vencer as eleições do próximo domingo.
Milhares de pessoas saíram em caminhada, motocada e carreata e até tratorada da Praça da Bíblia em direção a Praça do Farol na Lagoa do Zé Feio.
A alegria do povo do “vermelho da paixão” que apoiam o Edson do Totonho e o Fran Edson é contagiante. Durante todo o trajeto alem dos que estavam no arrastão milhares ficaram a dançar e aplaudir nas calçadas das ruas por onde o grupo do 65 passava.
Edson fez um discurso empolgante que iniciou com a celebre frase: “Eu sei falar o que eu não sei é mentir”.
Tratorzão ao falar mostrou algumas das importantes mudanças de São Domingos após o grupo esta no comando e a mais importante foi a diminuição da violência, com o município não tendo espaço para pistolagem, e que o grupo vai continuar a respeitar a todos sem destinação.
A presença juventude foi o fator marcante desta campanha e ontem não foi diferente, com uma grande participação do jovens.
A belíssima festa de encerramento do grupo do Tratorzão, do 65 do Edson do Totonho, sempre com muita emoção e tendo Deus a frente de tudo e ao som de “Vai dar tudo certo” mostrou o porque que Edson do Totonho deverá ser o eleito pelo povo de São Domingos.
Pedro Jorge

quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Candidata Neude Oliveira




Candidata a vereadora, Neude Oliveira, comerciante e residente na Vila Sampaio, vem tendo boa aceitação junto ao eleitorado.

Neude esteve de casa em casa na zona rural e urbana, deixando suas mensagens e propostas.

A jovem candidato é uma das caras novas nesta eleição.

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

TSE autoriza envio de forças federais para Barra do Corda e outros municípios do Estado





federal

Os ministros do Tribunal Superior Eleitoral autorizaram na noite de terça-feira, 27 de setembro, envio de forças federais para 44 municípios maranhenses. São eles: Amarante do Maranhão, Araióses, Água Doce do Maranhão, Arame, Bacuri, Barra do Corda, Fernando Falcão, Benedito Leite, Bequimão, Bom Lugar, Buriti, Buriticupu, Bom Jesus das Selvas, Cajari, Carolina, Codó, Coelho Neto, Coroatá, Cururupu, Guimarães, Lago da Pedra, Matinha, Olinda Nova do Maranhão, Mirador, Sucupira do Norte, Passagem Franca, Buriti Bravo, Penalva, Pinheiro, Pedro do Rosário, Presidente Sarney, Santa Helena, Turilândia, Santa Luzia, Santa Luzia do Paruá, Santa Rita, São José de Ribamar, São Luís, São Raimundo das Mangabeiras, Sambaíba, São Vicente Férrer, Tuntum, Tutóia e São Mateus.

No pedido de força federal para estes 44 municípios, o TRE-MA argumentou ser de “conhecimento geral que o processo eleitoral no país inteiro tem acarretado, com significativo aumento nos últimos pleitos, disputas acirradas entre grupos políticos locais que não raro desencadeiam episódios de violência ora contra eleitores, ora contra esta Justiça especializada, seu patrimônio, juízes e servidores.

O Estado do Maranhão não foge à regra, de modo que tanto nas eleições gerais de 2010 e 2014, quanto nas eleições municipais de 2008 e 2012, foram verificadas ocorrências de tumultos e manifestações de desordem que tinham por único objetivo prejudicar o bom andamento dos trabalhos e gerar um ambiente de insegurança institucional.

Ressalte-se, ainda, que o processo eleitoral municipal, por envolver forças políticas locais, cuja proximidade com o cidadão se dá por via direta, no âmbito cotidiano, torna a disputa pelos cargos eletivos mais contundente, fato que deve ser controlado pela Justiça Eleitoral. Ademais, cabe destacar que a quantidade de municípios para os quais foram solicitados o envio de Força Federal de Segurança denota a grande preocupação dos juízes eleitorais com a boa execução das eleições de outubro próximo, notadamente no que diz respeito à garantia da paz social e ao livre exercício do voto”.

do Kiel Martins

Ricardo Lucena, do anonimato ao reconhecimento

Flávio Dino e Ricardo Lucena
A ascensão política tem um preço, ninguém ascende com rapidez sem merecer créditos ou por não ter trabalhado visando o devido objetivo. Na região são muitos políticos que trabalharam exaustivamente para depois ser alçado ao poder pelo pleno reconhecimento do povo. Já pelos créditos da confiança e no exercício de uma função ou posto, são muito poucos. Quando esse fato acontece a figura que recebeu os méritos passa a ser alvo de perseguição, gerando descontentamento em poucos que não admitem o fato de um homem simples ter tanta representatividade e expressão popular.
 
O alvo e a bola da vez nesse pequeno ínterim político que estamos vivendo, é o superintendente de Articulação Política Ricardo Lucena, homem que tem se destacado na região por ter um perfil habilidoso no trato das questões políticas do Governo, e por ser uma pessoa próxima que nutre da íntima amizade do governador. Ricardo tem sido o 'bode expiatório' dos seus opostos em Presidente Dutra, tudo por adotar uma ideologia de puro rito partidário que vai de encontro aos desejos da população. Em momento recente seu nome foi evidenciado de forma negativa, uma tentativa frustrante e em vão para tentar macular sua imagem, intocável pela força inquestionável de seu caráter.
 
O inconformismo daqueles que o 'apedrejam' vêm do seu notável crescimento político e destaque que têm ganhado na região, principalmente em Presidente Dutra, onde hoje é visto com bons níveis de aceitação popular. Esse mesmo Ricardo Lucena, em um passado não tão recente foi candidato a vereador, sem tanta expressão não foi eleito, e nem incomodou nenhum segmento político, hoje por já ter uma expressão de maior destaque e por ser visto como cidadão do povo, passou a ser apedrejado constantemente por aqueles que veem suas finalidades sendo contrariadas.
 
Em uma recente reunião, feita de forma improvisada com amigos e correligionários, em sua residência, para tratar de assuntos políticos, mais de 300 pessoas compareceram. O pequeno gesto de apoio a sua pessoa foi o estopim para uma avalanche de críticas infundadas, todas intencionadas em distorcer os reais fatos e arranhar sua imagem. Ricardo seguirá firme sua trajetória incumbida pelo destino, sem medo dos desatinos e das perseguições que ainda virão, pois ninguém atira pedra em árvore que não dá frutos, diz a palavra do Criador.
 
Deusimar Lobão

Eric Costa e nação vermelha no Clemente


O povoado Clemente recebeu com muita alegria o candidato a reeleição de prefeito de Barra do Corda, Eric Costa (PCdoB), o candidato a vice Leandro Sampaio (PSDB) e candidatos a vereador da coligação Pra Barra Seguir em Frente, em grandioso comício na noite da segunda-feira (26).

Eric Costa pediu o apoio de todos para que o município possa avançar ainda mais no desenvolvimento e garantir o progresso para todos. O candidato sentiu a força da nação vermelha que segue firme a cada dia pela continuidade de liberdade e justiça social.


terça-feira, 27 de setembro de 2016

Policiais do 5° BPM participam da 9ª edição da Ação Solidária na escola Nossa Senhora de Fátima

A ação Solidária tem por objetivo proporcionar aos educandos vivências por ações que promovam o desenvolvimento de cidadãos solidários e sensíveis para com os irmãos mais necessitados e fortalecer na comunidade barra-cordense o espírito de solidariedade e entre ajuda.

 

Através de uma parceria entre a escola e o PROERD (Programa Educacional de Resisncia as Drogas e Violência), que perdura desde outras edições, foi aberto um estande onde o 2° sargento Durans e o 3° sargento Silva Costa apresentaram drogas lícitas e ilícitas, estabelecendo sobre os riscos decorrentes da dependência química e orientando as crianças, adolescentes, assim como seus pais ou responsáveis, acerca da busca de soluções e medidas eficazes quanto à resistência às drogas.

Segundo o comandante do 5° BPM, Tenente Coronel Eriverton, “Essa foi uma ação proveitosa, pois fortaleceu a autoestima das crianças e adolescentes a valorizarem a vida, mostrando opções saudáveis de comportamento, longe das drogas e da violência, sensibilizando as crianças e adolescentes para valores morais e éticos, possibilitando a visualização, bem como proporcionar a construção de uma sociedade mais justa, sadia e feliz”.

Fonte: P5/5° BPM

Presidente da Portela é assassinado no Rio

© image/jpeg Marcos Falcon, candidato a vereador pelo PP

O presidente da Portela, uma das mais tradicionais escolas de samba do Brasil, o policial militar Marcos Falcon, de 52 anos, foi assassinado a tiros de fuzil na tarde desta segunda-feira (26), dentro do comitê de sua campanha. No próximo domingo, ele disputaria uma vaga na Câmara dos Vereadores pelo Partido Progressista (PP).

O crime ocorreu por volta das 16 horas, na Rua Maria José, em Madureira, na Zona Norte da cidade.

A Divisão de Homicídios está a caminho do local. As primeiras informações indicam que um homem entrou no comitê, observou o local e saiu. Em seguida, pelo menos três homens saíram de um veículo armados com fuzis e atiraram no candidato. Testemunhas dizem que os criminosos usavam capuz.

Tesoureiro da escola de samba, Felipe Guimarães também acabou atingido por um tiro de raspão. Desde o início do ano, a 29ª DP (Madureira) investigava um suposto plano para matar Falcoon.

VEJA

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Indivíduo entra em confronto com a Polícia Militar e acaba morto

Na noite do dia 23 de setembro, um indivíduo morreu em confronto com a Polícia Militar do 5° BPM, em uma ocorrência na cidade de Barra do Corda.

 

                         


Após receber denúncia de uma senhora baleada por seu conjugue, de imediato uma guarnição se deslocou até local, constatando que a vitima já tinha sido conduzida até o hospital. Populares informaram que o suspeito estava vestindo uma camisa vermelha e calção azul, e que ainda estava portando uma arma de fogo do tipo espingarda.

Os policiais deram início a uma busca nas imediações, conseguindo localizar o suspeito. Logo foi solicitado que o mesmo colocasse a arma no chão, quando não atendendo a ordem, ele virou-se e atirou contra um membro da guarnição que conseguiu jogar-se a fim de evitar ser atingindo, de imediato os militares revidaram com um disparo atingindo Antônio das Chagas Coelho . Em seguida foi acionado o apoio da equipe da SAMU, mas Antônio não resistiu e veio a óbito. Foi feito isolamento do local até a chegada da polícia judiciária que realizou a perícia e recolheu a arma e munição que estava em posse do suspeito.

Lamento pela vida perdida, mas louvo a reação da guarnição que estava em risco e efetuou um disparo para protegerem suas integridades físicas. Caso não tivessem o preparo e a perícia necessária poderíamos ter como resultado óbitos de policias em serviço — concluiu  o comandante do 5° Batalhão de Polícia Militar de Barra do Corda.

Fonte: P5/5° BPM

CARRO COM PLACA DE IMPERATRIZ É ENCONTRADO EM PIO XII PEGANDO FOGO COM DOIS CORPOS JÁ CARBONIZADOS EM SEU INTERIOR


Um fato chamou atenção de populares que passavam na estrada do Povoado Cordeiro na tarde desse domingo 25/09, um veículo Vectra Placas JFO 1400 de Imperatriz estava pegando fogo e dois corpos já  carbonizados estavam no veículo. Até o fechamento dessa postagem a polícia inda não sabia quem são as vítimas e presume-se que só uma perícia vai descobrir, pois estas  estão irreconhecíveis. 

A Polícia Militar de Pio XII foi acionado por volta das 14h:h00, o incêndio foi apagado com ajuda do carro pipa da Fazenda Maratá e o ICRIM estaria vindo de Santa Inês para recolher os corpos e levarem para fazer o reconhecimento. 

 
O crime tem características de acerto de contas ou até mesmo queima de arquivo.

De acordo com informações de populares que passavam no local foram seis (06) homens desconhecidos que chegaram em três motos, atearam fogo no veículo com as duas vítimas no banco traseiro do carro e fugiram do local indo pela BR 316 no sentido da Cidade de Bacabal.

Dos corpos pouca coisa restaram, quase tudo foi destruído pelas chamas, dava para observar apenas parte dos ossos da coluna, pernas e braços. As cabeças das vítimas foram todas destruídas pelo fogo.

Moradores disseram ainda que ali é um local onde criminosos praticam ações dessa natureza.  A Guarnição que esteve no local era composta pelo Sargento Lima, Sargento Fábio, Cabo Henrique e Soldado Alexandre.  
 
Informações de Antonio Filho, via Josué Moura

Ex-Ministro Palocci é preso em nova fase da Lava Jato




A Polícia Federal deflagrou a Operação Omertà, 35ª fase da Lava Jato nesta segunda-feira, 26. O ex-ministro Antonio Palocci foi preso.

A Receita Federal dá apoio à ação. As equipes policiais estão cumprindo 45 ordens judiciais, sendo 27 mandados de busca e apreensão, 3 mandados de prisão temporária e 15 mandados de condução coercitiva.

Aproximadamente 180 policiais federais e auditores fiscais estão cumprindo as determinações judiciais em cidades nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Bahia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal.

Nesta fase da operação Lava Jato são investigados indícios de uma relação criminosa entre o ex-ministro da Casa Civil e da Fazenda com o comando da principal empreiteira do país. Segundo a Federal, o investigado principal atuou diretamente como intermediário do grupo político do qual faz parte perante o Grupo Odebrecht.

Há indícios de que o ex-ministro atuou de forma direta a propiciar vantagens econômicas ao grupo empresarial nas mais diversas áreas de contratação com o Poder Público, tendo sido ele próprio e personagens de seu grupo político beneficiados com vultosos valores ilícitos.

Dentre as negociações identificadas foi possível delinear as tratativas entre o Grupo Odebrecht e o ex-ministro para a tentativa de aprovação do projeto de lei de conversão da MP 460/2009 (que resultaria em imensos benefícios fiscais), aumento da linha de crédito junto ao BNDES para país africano com a qual a empresa tinha relações comerciais, além de interferência no procedimento licitatório da Petrobrás para aquisição de 21 navios sonda para exploração da camada pré sal.

Outro núcleo da investigação apura pagamentos efetuados pelo chamado “setor de operações estruturadas” do Grupo Odebrecht para diversos beneficiários que estão sendo alvo de medidas de busca e condução coercitiva.

São apuradas as práticas, dentre outros crimes, de corrupção, associação criminosa e lavagem de dinheiro.

O nome “Omertà” dado à investigação policial é uma referência a origem italiana do codinome que a construtora usava para fazer referência ao principal investigado da fase (“italiano”), bem como ao voto de silêncio que imperava no Grupo Odebrecht que, ao ser quebrado por integrantes do “setor de operações estruturadas” permitiu o aprofundamento das investigações. Além disso, remete a postura atual do comando da empresa que se mostra relutante em assumir e descrever os crimes praticados.

Nos casos dos investigados para os quais foram expedidos mandados de condução coercitiva, eles estão sendo levados às sedes da Polícia Federal nas respectivas cidades onde foram localizados a fim de prestarem os esclarecimentos necessários. Os investigados serão liberados após serem ouvidos no interesse da apuração em curso.

Os presos serão levados à Polícia Federal em Curitiba onde permanecerão à disposição das autoridades responsáveis pela investigação.

O criminalista José Roberto Batochio, defensor de Palocci, afirma que o ex ministro nunca recebeu vantagens ilícitas. Batochio disse que ainda não tem detalhes sobre os motivos da prisão de Palocci.

Estadão

Edivaldo vence as eleições no primeiro turno, segundo Data M

Edivaldo Holanda: trabalho reconhecido e vitória no primeiro turno
Edivaldo Holanda: trabalho reconhecido e vitória no primeiro turno
Faltando apenas 7 dias para o primeiro turno das eleições municipais do dia 2 de outubro, a pesquisa Data M confirma a liderança e crescimento disparado do candidato à reeleição Edivaldo Holanda Junior (PDT). No levantamento divulgado nesta sexta-feira, 23, o pedetista aparece em primeiro lugar em todos os cenários apresentados e pelos números sairia vencedor logo no primeiro turno.

estimulada 
Na pesquisa estimulada, onde são apresentados os nomes dos candidatos ao eleitor, Edivaldo lidera com mais de 20 pontos à frente do segundo colocado, a maior diferença desde o início da campanha. Edivaldo está com 47,1% de intenções de voto, Wellington do Curso (PP) com 25,7%, Eliziane Gama (PPS) com 3,7%, Eduardo Braide (PMN) com 2,6%, Fábio Câmara (PMDB) com 1,4%, Cláudia Durans (PSTU) com 1,1%, Rose Sales (PMB) com 0,6%, Valdeny Barros (PSOL) 0,2%, Zé Luis Lago (PPL) com 0,1%. 8,9% disseram que não votariam em nenhum dos candidatos e 8,7%% não sabem ou não responderam.
pesquisa-estimulada-validosConsiderando apenas os votos válidos – direcionados a um candidato e que não incluem os brancos e nulos –, Edivaldo mantém a dianteira e venceria em primeiro turno com 57,1% de intenções de voto. Wellington do Curso aparece nesse cenário com 31,2%, Eliziane Gama (PPS) com 4,5%, Eduardo Braide (PMN) com 3,2%, Fábio Câmara (PMDB) com 1,7%, Cláudia Durans (PSTU) com 1,3%, Rose Sales (PMB) com 0,7%, Valdeny Barros (PSOL) com 0,2% e Zé Luis Lago (PPL) com 0,1%.

Segundo turno

Edivaldo também venceria em eventual segundo turno, é o que aponta todos os cenários avaliados pelo Instituto Data M. Num hipotético cenário de disputa entre Edivaldo e Wellington, Edivaldo seria reeleito com 50,9% das intenções de voto contra 32,9% de Wellington.

Quando avaliado o cenário de segundo turno entre Edivaldo e Eliziane, o candidato pedetista aparece com 57,1% das intenções de voto contra 15,6% de Eliziane.

Na simulação de uma possível disputa entre Eliziane Gama e Wellington do Curso, Wellington aparece com 50,0% das intenções de voto contra 17,4% de Eliziane.

Rejeição

A pesquisa Data M também questionou os eleitores quanto à rejeição dos candidatos. Novamente a candidata Eliziane Gama foi a mais rejeitada pelos eleitores com 22,3%, seguida de Edivaldo com 15,7%, menor índice já apresentado. Wellington do Curso aparece com 7,4%, Fábio Câmara com 6,8%, Zé Luis Lago 4,2%, Cláudia Durans 3,9%, Eduardo Braide 3,6%, Rose Sales 3,2% e Valdeny Barros 2,8%. 16,9% disseram que votariam em todos e 13,3% não sabem ou não responderam.

A pesquisa foi encomendada pela TV Difusora e Sindicato das Indústrias da Construção Civil do Estado do Maranhão/ Sinduscon, e registrada na Justiça Eleitoral, no dia 17 de setembro, sob o protocolo MA­01065/2016.

A Data M ouviu 1.000 eleitores, entre os dias 20 e 22 de setembro, em vários bairros da capital. A margem de erro da pesquisa é de 3,1% para mais ou para menos, sendo 95% de confiabilidade.