terça-feira, 29 de novembro de 2016

Mãe de Ananias passa mal ao saber de tragédia

Casa da família de Ananias, no Residencial das Rosas, em São José de Ribamar
Casa da família do jogador Ananias, no Residencial das Rosas, em São José de Ribamar
A mãe do jogador Ananias foi hospitalizada por duas vezes, na manhã desta terça-feira (29), depois que soube da morte do filho por conta da queba do avião que transportava a delegação da Chapecoense para a Colômbia.
Depois das 10h, a mãe de Ananias retornou à residência onde foi amparada por parentes e amigos. Um tio do jogador diz que os parentes esperam um comunicado oficial do clube para tratar com a esposa do atleta, que mora em Chapecó-SC com o filho do casal, sobre velório e sepultamento.
Paulo de Aruanda é casado com uma tia do jogador e revelou que a família tomou conhecimento do acidente por um telefonema.
– O acidente foi pela madrugada e nós recebemos uma ligação dizendo que tinha acontecido isso com o avião da Chapecoense. Na hora, fui buscar mais informações. E nossa esperança era que ele nem tivesse embarcado. Agora, nossa tristeza do país. Por isso, nos solidarizamos com as demais famílias que perderam pessoas queridas também – explicou.
A família residia na Cidade Operária, em São Luís, mas depois mudou para São José de Ribamar, cidade que fica na Região Metropolitana de São Luís. Na casa, parentes e amigos se reuniram neste momento de dor profunda.
Nascido na capital maranhense, Ananias tinha 27 anos. A morte dele foi confirmada pelas autoridades colombianas, na madrugada desta terça-feira (29). O avião transportava a delegação da Chapecoense-SC para Medelín, na Colômbia, para o primeiro jogo da final da Copa Sul-America, nesta quarta-feira (30), contra o colombiano Atlético Nacional. O jogo foi cancelado pela Conmebol.
Diego Renan, que jogou em 2016 pelo Moto Club, disse que ‘o coração sangra por essas perdas’, fazendo referência ao amigo Ananias e as demais vítimas da tragédia.
– Sem palavras para descrever esse momento inacreditável. O coração sangra por essas perdas. Meu irmão e amigo de infância, Ananias, você faz parte da minha história. Meu Deus dê o sustento e o conforto a todos os familiares – disse o jogador que esteve na casa da família na manhã desta terça-feira, no bairro da Cidade Operária, em São Luís.
Ananias nunca jogou em um time do Maranhão. Logo cedo saiu do estado e se formou nas categorias de base do Bahia. Durante esse período conheceu outro maranhense, que também estava fazendo sua base fora do Maranhão, Paulo Sérgio à época jogava pelo Internacional-RS.
Por Zeca Soares

Nenhum comentário:

Postar um comentário