sábado, 26 de novembro de 2016

PM intensifica operações para encontrar policiais desaparecidos

Cabo Júlio
Soldado Carlos Alberto
O Coronel Antônio Markus Lima, Comandante do Policiamento de Área – 3 (CPAI/3 Região Tocantina), e responsável pelas Operações que objetivam localizar os dois policias militares lotados na cidade de Buriticupu que estão desaparecidos desde a quinta-feira (17), desmentiu informações de que a polícia havia encontrado os corpos dos mesmos na última terça-feira (22) na cidade de Arame. 

O comandante disse que a Polícia Militar deu início às buscas de imediato logo após ser informada através da apresentação do Boletim de Ocorrência feita por familiares dos mesmos.

Os PMs são o cabo Júlio César da Luz Pereira e o soldado Carlos Alberto Constantino Sousa, lotados na 14ª Companhia Independente de Buriticupu, a 420 Km de São Luís.

O coronel Markus afirmou que todas as denúncias feitas por populares e familiares dos policias foram atendidas e que foram realizadas diversas buscas nas cidades de Santa Luzia, Arame, Bom Jesus das Selvas, Grajaú, Santa Luzia do Tide, Buriticupu e demais localidades. 

Segundo o Coronel a falta de informações tem sido o principal fator de dificuldade nas buscas, haja vista que desde o episódio os policias não entraram em contato com seus familiares, apenas informaram a estes que iriam participar de uma operação sem dar maiores detalhes.

Cel. Antônio Markus Lima
O Oficial garantiu que as duas famílias estão recebendo todo o apoio necessário da Corporação, inclusive com a disponibilização, caso seja necessário, das instalações do quartel da região e do acompanhamento direto do Major Queiroz.

O Comandante enfatizou que toda a Polícia Militar está empenhada em localizar os companheiros de farda, especialmente os policias da região. Ele acredita que em pouco tempo os militares serão encontrados, pois as equipes encontram-se comprometidas na solução do caso e as diligências serão finalizadas somente quando as circunstâncias dos acontecimentos forem esclarecidas.

Finalizou, afirmando que tem a certeza que os policias militares estão vivos e irão explicar o que de fato aconteceu.

O cabo César ingressou na Polícia Militar em 1994, é natural de Imperatriz, e está de licença prêmio de três meses. O soldado Carlos Alberto é natural de São Luís e estaria de serviço na sexta-feira (18), mas não apareceu.
 
De acordo com testemunhas, os dois PMs foram vistos pela última vez na quinta-feira (17) em uma caminhonete L-200 Triton de cor preta, que era de propriedade de Carlos Alberto, indo em direção ao município de Arame.
 
Gilberto Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário