segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Artigo de Flávio Dino: Mais Saneamento


Uma das prioridades do “Governo de Todos Nós” é intensificar ações nas áreas de água e esgoto em nosso estado. Êxitos como a recuperação progressiva das praias de São Luís mostram que estamos no caminho certo. Apesar da profunda crise econômica que o país vive, restringindo financiamentos para obras desse tipo, temos conseguido avançar, usando recursos do PAC, operações de crédito e recursos estaduais.
Essa mudança é fruto de um trabalho intenso que inclui a conclusão e a inauguração da ETE (Estação de Tratamento de Esgoto) Vinhais, que está elevando de forma gradativa para 40% a capacidade de tratamento de esgotos da Ilha. Até o início deste ano, nossa capital contava com apenas 4% de seu esgoto tratado. Estamos ainda concluindo a construção da ETE Anil e reformando as estações do Bacanga e Jaracati. Também serão implantadas mais 35 novas Estações Elevatórias de Esgoto (EEE) e 355 km de redes coletoras e interceptoras, das quais 85 km já foram instaladas. Com todas essas obras, nossa meta é aumentar nossa capacidade de tratamento de esgoto na capital ainda mais, para algo próximo a 70%.
Outro objetivo importante relaciona-se com a Lagoa da Jansen, por anos reduzida a depósito de esgoto. Estamos fazendo intervenções na região desde o começo do nosso governo e já em 2017 vamos obter resultados concretos, ampliando as possibilidades turísticas desse importante ponto da Ilha, que também vem sendo valorizado com obras de urbanização feitas em parceria com a Prefeitura de São Luís, a exemplo da Praça da Lagoa, que vive lotada de pessoas de todas as idades.
Acerca do abastecimento d’água, na cidade de São Luís já foram entregues 16 poços e recuperados outros 31. Ainda este ano, vamos entregar a nova Adutora do Italuís com incremento de um terço da produção de água no maior sistema da cidade. Esse projeto integra o PAC e se prolonga há muito tempo, mas agora finalmente está sendo concluído.
Em Imperatriz, estamos investindo mais de R$ 2 milhões para implantar 11 quilômetros de rede coletora de esgoto com 2 mil ligações domiciliares que beneficiarão diretamente 10 mil residentes no bairro Bacuri. Temos atualmente obras em curso em dezenas de cidades, a exemplo de Barra do Corda e Tutóia, e chegaremos até 2018 a aproximadamente 100 cidades, por intermédio da CAEMA e de outros órgãos estaduais.

Para exemplificar o princípio cristão de ajudar o próximo, Jesus afirmou que bem aventurados são os que se preocupam com as necessidades básicas dos mais simples. “Tive sede, e destes-me de beber” (Mateus 25:35). É esse princípio que temos seguido em nosso estado, certos de que os recursos produzidos coletivamente devem beneficiar a todos. É assim que estamos virando a página do passado, marcado por tenebrosas transações que explicam a histórica negação de direitos à população maranhense.

Nenhum comentário:

Postar um comentário