sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Em 1ª noite em Bangu, Cabral tem cabeça raspada e Garotinho dorme em UPA

  • Reprodução/Whatsapp
    Imagem mostra o momento em que o ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral teve a entrada no presídio registrada
    Imagem mostra o momento em que o ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral teve a entrada no presídio registrada
Levados na noite desta quinta-feira (17) para o Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, zona oeste do Rio de Janeiro, os ex-governadores Sérgio Cabral (PMDB) e Anthony Garotinho (PR) dormiram em situações distintas.

Segundo a Seap (Secretaria de Estado de Administração Penitenciária), Cabral teve a cabeça raspada, trocou a camisa social azul que vestia pelo uniforme verde do sistema penitenciário, passou pela Cadeia Pública José Frederico Marques, "porta de entrada do sistema", e foi levado em seguida para uma cela na cadeia Pedrolino Werling de Oliveira, mais conhecida como Bangu 8.

A unidade foi inaugurada pelo próprio ex-governador em 2008 e é "destinada a pessoas que possuem nível superior". Cabral divide o espaço, de 9m², com outros cinco detentos, todos seus conhecidos. Além dele, estão na cela seus ex-secretários e assessores José Orlando Rabelo, Carlos Emanuel de Carvalho Miranda, Hudson Braga, Luiz Paulo Reis e Paulo Fernando Magalhães Pinto Gonçalves, todos alvos da Operação Calicute, deflagrada na quinta-feira.

Já Garotinho, que estava em custódia no hospital municipal Souza Aguiar, no centro da capital fluminense, foi levado à força para o complexo penitenciário, sob protestos da mulher, a ex-governadora do Estado e atual prefeita de Campos dos Goytacazes, Rosinha Garotinho (PR), e da filha, a deputada federal Clarissa Garotinho (PR-RJ).

Garotinho tenta resistir à transferência para Bang

 

Em Bangu, de acordo com a secretaria, deu entrada na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Dr. Hamilton Agostinho de Castro Vieira, "onde foi examinado". "Ele permanece na unidade individual intermediária de tratamento, com monitoramento cardíaco e está sendo acompanhado por um cardiologista da Seap", informou a pasta na manhã desta sexta (18).

O cardápio servido no jantar --o mesmo do almoço-- é composto por arroz ou macarrão, feijão, farinha, carne branca ou vermelha (carne, peixe, frango), legumes, salada, sobremesa e refresco. O café da manhã, por sua vez, é composto por pão com manteiga e café com leite. Já o lanche é um guaraná e pão com manteiga ou bolo.

A Seap informa ainda que todos os internos do sistema penitenciário fluminense são tratados de forma igualitária, com direito a banho de sol, refeições e visitas após o cadastramento. 

(Com Estadão Conteúdo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário