quarta-feira, 8 de abril de 2015

Mutirão ‘Mais IDH’ leva esperança e cidadania a Pedro do Rosário

Na cidade de Pedro do Rosário, situada a 360 quilômetros de São Luís, o Mutirão ‘Mais IDH’ está promovendo cidadania e resgatando a esperança dos maranhenses que vivem na região. A renda per capita média corresponde a R$ 154 e o acesso a programas sociais depende de cadastro e documentação, serviços oferecidos através do Mutirão ‘Mais IDH’, que integra o Plano de Ações ‘Mais IDH’, que levará serviços importantes em diversas áreas como saúde, educação, saneamento básico, dentre outros.

Ana Claudia, 30 anos, é uma das habitantes do município em situação de extrema pobreza. Com três filhos e grávida de oito meses, a única renda que ela tem são R$ 300 vindos do Programa Bolsa Família. O marido foi para o estado do Mato Grosso tentar a vida e a deixou sozinha com as crianças. Ela vive numa casa de taipa, sem banheiro, nem água encanada, a comida é escassa e o ‘chibé’ – mistura de farinha, água e sal – alimenta a família.

“A vida não é fácil, principalmente agora que meu marido saiu, tem dia que eu como e tem dia que eu não como”, diz Ana Claudia com tristeza.

O Plano de Ações ‘Mais IDH’, lançado pelo governador Flávio Dino, tem o objetivo de melhorar a qualidade de vida de pessoas como Ana Claudia, que vivem em situação de extrema pobreza, para isso neste primeiro momento estão sendo levados para os 30 municípios com os menores Índices de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) do estado ações de saúde, acesso a documentação, entre outros serviços prestados pelas diversas secretarias participantes que também estão fazendo o levantamento das necessidades de cada cidade.

O primeiro passo para que a população mais carente possa acessar os programas que serão lançados pelo Plano de Ações ‘Mais IDH’ é ter todos os documentos em mãos. Por isso, o Mutirão ‘Mais IDH’, está levando este e outros serviços aos municípios maranhenses como Pedro do Rosário. Gracieli Matos aproveitou o mutirão para solicitar a carteira de identidade, documento que até então não dispunha.

“Eu acho muito importante tirar esse documento, se a gente for fazer uma consulta precisa dele. Agora eu vou poder fazer minhas consultas e fazer cursos”, afirmou.

Maria da Luz foi ao Mutirão ‘Mais IDH’ garantir a carteira de identidade do filho. “Por que eles estão tirando a carteira de identidade e eu vim trazer meu rapazinho para tirar, tudo que vem para o nosso município é bom para a gente”, relatou a lavradora.

O município de Pedro do Rosário, segundo dados do PNUD e Ipea, possui 42,76% da população na extrema pobreza, somente 4,93% tem banheiro e água encanada e  69,80% das pessoas com mais de 18 anos não tem o ensino fundamental completo e nem emprego formal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário