segunda-feira, 5 de junho de 2017

Maranhenses reconhecem benefícios da sétima edição da Caravana Governo de Todos

Ações da sétima edição da Caravana Governo de Todos chegaram a Loreto, Sambaíba e São Raimundo das Mangabeiras. Foto: Nael Reis/Secap
Com a sétima edição da Caravana Governo de Todos realizada nessa sexta-feira (2) e sábado (3), o Governo do Maranhão chegou à marca de 40 municípios atendidos em forma de mutirão, com ações de saúde, lazer, cidadania e outras oportunidades que levam inclusão dignidade a centenas de maranhenses.

Na sexta-feira, a Caravana contemplou os municípios de São Domingos do Azeitão, Benedito Leite, Nova Iorque e Pastos Bons. No sábado, foi a vez de Loreto, Sambaíba e São Raimundo das Mangabeiras. Ação itinerante que tem sido bem recebida pelos moradores. Francisco Vieira dos Santos, morador de Loreto, por exemplo, foi à Caravana em busca de um novo documento de identidade e também para realizar exames de HIV, Glicemia e da aferição da pressão. “É muito bom isso aqui. Para fazer alguns desses exames a gente tem que ir em Balsas, demora de 30 a 40 dias para conseguir marcar e receber o resultado e aqui não, é uma oportunidade muito boa”, declarou.

Também em Loreto, a senhora Luzia Alves tirou uma nova identidade, CPF e iria realizar exames de mamografia e glicemia. “Isso aqui é muito importante para nós, as coisas estão difíceis e só em o governo do estado oferecer esses exames, de forma tão rápida, já é muito bom”, contou.

Manoel dos Santos Bezerra, de 54 anos, também foi realizar exames e consultas e destacou a economia que a Caravana representou no seu orçamento. “É bom, é importante. Vindo aqui no município a gente já economiza alguma coisa que ia gastar para ir a outra cidade fazer, ou para o exame. Eu gostei muito”.

Rede SICONV
 
Ações da sétima edição da Caravana Governo de Todos chegaram a Loreto, Sambaíba e São Raimundo das Mangabeiras. Foto: Nael Reis/Secap

Pela primeira vez, a Caravana Governo de Todos, por meio da parceria com o município de Pastos Bons, também ofereceu a capacitação no Sistema de Gestão de Convênios e Contratos de Repasse (SICONV). O sistema é utilizado pelo Governo Federal para gerir repasses e demais transferências e também tem sido adotado nas esferas estaduais e municipais.

Com a iniciativa do Governo do Maranhão, 35 técnicos, entre funcionários municipais e organizações da sociedade civil, dos municípios de Balsas, Colinas, Fortaleza dos Nogueiras, Nova Iorque, Pastos Bons, São Félix de Balsas, Mirador e São Domingos do Azeitão foram habilitados para a elaboração de convênios e operacionalização do SICONV durante a sétima edição da Caravana.

O sistema é obrigatório para a realização das Transferências Voluntárias da União e a capacitação da Rede SICONV é uma parceria firmada entre o Estado do Maranhão e o Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG), com apoio da Escola Nacional de Administração Pública (ENAP). Os cursos integram um conjunto de ações do Programa de Assistência Técnica aos Municípios (PROMUNICÍPIOS) cuja finalidade, entre outras, é viabilizar a apresentação de projetos adequados às exigências técnicas do Governo Federal, além de propiciar orientações para a célere e eficaz prestação de contas dos convênios executados.

De acordo com Thiago Angelo, assessor de Monitoramento e Suporte da Secretaria de Comunicação e Articulação Política (Secap) e coordenador Setorial da Rede SICONV, oferecer a capacitação durante a Caravana é uma oportunidade de aproximação com os municípios mais distantes da capital. “Na Caravana observamos a oportunidade de descentralizar essa capacitação que é tão importante para o desenvolvimento e garantia de recursos aos municípios. Com isso estamos nos aproximando também dos mais distantes e criando chances de fortalecer as parcerias”, informou.

As capacitações iniciaram no ano de 2016 e esta foi a quinta turma capacitada, sendo a primeira oferecida em uma Caravana Governo de Todos. Até agora, quase 200 técnicos já foram certificados e a meta do Governo do Maranhão é capacitar técnicos dos 217 municípios até o final do ano. "A ideia é continuar levando essas capacitações, contando com o apoio dos municípios, para que um maior número de técnicos seja habilitado a lidar com o sistema”, concluiu o coordenador.

Nenhum comentário:

Postar um comentário