domingo, 28 de maio de 2017

Apático, Cordino é goleado pelo Altos em Teresina-PI

Esta foi a primeira partida da Onça fora do Maranhão e sua primeira derrota no Brasileiro Série D

Time do Altos foi soberano na partida. Foto (Ivan Silva)
Uma verdadeira aula de futebol. Assim podemos definir a tranquila goleada do Altos-PI sobre o Cordino-MA, neste sábado (27), no estádio Lindolfo  Monteiro,em Teresina. O time piauiense aplicou 4 a 0, e lidera com 100% o grupo A4 do Brasileiro Série D.

Para o Cordino e sua torcida foi um jogo daqueles de se fazer questão de apagar da memória. Desde o início da partida o Altos mostrou-se mais determinado e que não deixaria escapar a oportunidade de confirmar sua boa fase. O time do técnico Paulinho Kobayash acaba de conquistar o inédito título de campeão piauiense.

Os donos da casa abriram o placar com Vágner na primeira etapa; Joelson, Leone e Thiaguinho, no segundo tempo transformaram o placar em goleada. Merecida vitória de um time de muita qualidade que tem um padrão tático definido e que deve ir longe nesta Série D.

Dependência 

O Cordino mostrou mais uma vez o que acontece quando seu principal jogador não consegue ter boa atuação. Ulisses é um jogador de muita qualidade, isso não resta nenhuma dúvida, porém quando ele não tem boa atuação o restante do time acaba caindo de produção. 

Já tá passando da hora do Cordino entender que o grupo é grande e que outros podem ajudar o camisa 10 e também possam decidirem. Caso contrário, continuará dependendo de um único jogador.

A torcida compareceu e deu sua parcela de contribuição, mas dentro de campo as coisas não saíram comno esperado.
O Altos fecha o primeiro turno da Série D contra o Santos-AP no sábado (3), às 17hs, na reinauguração do estádio Felipão, na cidade de Atos. O Cordino encerra o turno enfrentando o Tocantins no domingo (4), às 16hs, no estádio Castanheirão, em Miracema do Tocantins.

Nas raras vezes que o Cordino chegou ao ataque foi sem objetividade. Foto (Ivan Silva)
Torcida Cordina no Lindolfo Monteiro. Foto (Ivan Silva)
Capitães e o quarteto de arbitragem. Foto (Ivan Silva)

Nenhum comentário:

Postar um comentário