terça-feira, 25 de agosto de 2015

Deputada Valéria Macedo participa da campanha “Mais Mulheres na Política”

Deputada Valéria Macedo participa da campanha “Mais Mulheres na Política”
Deputada Valéria Macedo compôs participou da Mesa de Abertura | Kristiano Simas
A deputada estadual Valéria Macedo (PDT) participou, nesta segunda-feira (24), no auditório Fernando Falcão, na Assembleia Legislativa do Maranhão, do lançamento da campanha “Mais Mulheres na Política”. O objetivo da iniciativa é assegurar igualdade entre homens e mulheres na sociedade, aumentando a participação feminina nos espaços de Poder. A campanha é realizada pela Procuradoria Especial da Mulher do Senado, liderada pela senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM).

“A proposta de reforma que tramita no Congresso precisa contemplar a questão de gênero e esse é o motivo dessa grande mobilização. No Maranhão somos 42 deputados sendo apenas 6 mulheres. Precisamos mudar efetivamente esse quadro, já que somos mais da metade da população e ocupamos apenas 13% das vagas nos parlamentos do País”, disse Valéria Macedo.

Tramita na Assembleia dois projetos de alteração do Regimento Interno ambos de autoria da deputada Valéria Macedo. “O primeiro visa assegurar 30%, no mínimo, de mulheres deputadas nas chapas para eleições da Mesa Diretora, ou seja, qualquer chapa terá que assegurar, no mínimo, 3 mulheres em sua composição, salvo se não existirem deputadas eleitas para respectiva legislatura. A Procuradoria de Defesa da Mulher, que objetiva institucionalizar a representação da mulher na Casa, dando voz, melhorando a representatividade e ainda como órgão institucional catalizador das demandas das mulheres na política maranhense, e a coordenadoria da mulher, que abre espaço permanente na Casa para assuntos que digam respeito ao gênero feminino”, disse.

Valeria Macedo disse que é preciso assegurar, no mínimo, cota de 30% de vagas para mulheres nos diretórios, comissões provisórias e executivas de todos os partidos políticos.

“Os partidos políticos no Brasil são dirigidos também por homens, com raras exceções. Isso, como se sabe, depende de projeto de lei a ser apresentado no Congresso Nacional por nossa bancada feminina na Câmara e no Senado. No mais, nós mulheres que estamos no poder temos que nos mobilizar para tornarmos o acesso ao poder político mais livre das amarras que hoje existem. Temos que fomentar as escolas de formação política voltadas para as mulheres. Temos que fazer uso de nosso poder para convocar as mulheres a participar da vida política do estado e do país. Desse modo, as vagas nos Legislativos é uma solução transitória para que cheguemos aqui e alhures com mais tranquilidade, até que, um dia, levemos para o poder político a representação que já temos na vida social do país e da nação. A luta continua minhas amigas”, finalizou Valéria Macedo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário