sexta-feira, 10 de maio de 2019

Mulher é presa acusada de assassinar e esconder o corpo do marido em Codó

Segundo a polícia, Marina da Paixão Salazar  já responde  a um outro processo na Justiça, onde é acusada de ter matado a golpes de faca um outro ex-companheiro. 


A Polícia Civil prendeu na cidade de Codó, (MA) a mulher identificada como Marina da Paixão Salazar. Ela teve a prisão decretada pela Justiça acusada de ter assassinado e sumido com o corpo do seu companheiro Antônio Francisco Guimarães de Pinho, 35 anos conhecido como “Preto Rocha “.

Antônio Pinho está desaparecido desde o dia 1 de março deste ano quando houve uma discussão entre o casal. De acordo com o delegado Rômulo Vasconcelos a principal suspeita da polícia é Marina que durante a discussão pode ter assassinado o marido e depois dado sumiço no corpo.

CONTRADIÇÕES

De acordo com as investigações Marina entrou em várias contradições ao ser interrogada a cerca do desaparecimento de “Preto Rocha”. Ela teria dito que a vítima teria levado uma moto de sua propriedade. No entanto a polícia descobriu que o veículo foi vendido por ela, um dia antes do desaparecimento do marido e que ela recebeu R$ 1.600,00 reais pela moto.

Marinha também disse que “Preto Rocha” tinha uma certa quantia em dinheiro em uma conta na Caixa Econômica Federal  e que esse dinheiro estava sendo gasto pela vítima desde o desaparecimento. No entanto os policiais constataram que a conta não é movimentada desde que o titular desapareceu.

OUTRA MORTE

A moto foi apreendida e o comprador disse que havia adquirido o veículo das mãos de Marina. Ela já responde  a um outro processo na Justiça onde é acusada de ter matado a golpes de faca um outro ex-companheiro. Marina continua presa na delegacia da cidade de Codó, onde nega a autoria do crime.

Suêlda Santos

Nenhum comentário:

Postar um comentário