terça-feira, 21 de maio de 2019

Corolla bate a 220km/h em carreta e mata motorista do filho da deputada Cleide Coutinho, em Timon

O motorista de um veículo Corolla perdeu controle do veículo e colidiu transversalmente em uma carreta bitrem.


Equipes da PRF, do SAMU e dos Bombeiros participaram do atendimento de um grave acidente ocorrido na tarde de segunda-feira (20), no km 606,4 da BR-316, próximo a cidade de Timon, Maranhão.Uma pessoa foi socorrida pelo Samu, mas morreu em Teresina/PI.

Por volta das 15h40, um automóvel Toyota/Corolla trafegava sentido decrescente da rodovia BR-316, de Teresina para Caxias/MA, quando o condutor perdeu o controle do veículo, derrapou e colidiu violentamente a lateral do Corolla na frente de uma carreta bitrem, que trafegava no sentido contrário. O velocímetro do Corolla travou em 220 km/h.


A vítima foi levada para um hospital na capital piauiense, mas não resistiu a gravidade dos ferimentos. Ele havia se deslocado a Teresina para buscar o veículo que estaria em uma revisão. A carreta saiu da pista e tombou após a colisão. Ela transportava grandes rolos de papel.

Um usuário da BR informou a um dos policiais que o Corolla poderia ter sido tocado por um outro veículo, o que teria provocado a perda de controle do passeio. O condutor da carreta, por outro lado, não viu nenhum outro veículo se envolver no acidente.


Pista bloqueada

Os policiais fecharam a rodovia por mais de uma hora para retirada de pedaços dos veículos e limpeza do local. A vítima morava em Caxias e havia se deslocado a Teresina para buscar o veículo que estaria em uma revisão.

O Corolla, de acordo com declarações de um dos policiais rodoviários federais, se quebrou em mais de quinze pedaços. A rodovia foi liberada para a circulação de veículos às 18h10.
 
 
O Instituto Médico Legal também foi acionado e esteve no local. O nome da vítima foi divulgado pela PRF na manhã desta terça-feira (21). Trata-se de Wesley Chaves Coutinho, de 28 anos, de Caxias, motorista do filho da deputada estadual Cleide Coutinho.
 
Fonte: PRF

Nenhum comentário:

Postar um comentário