sábado, 31 de março de 2018

Maranhão já teve rodovias asfaltadas em todas as regiões do Estado desde 2015

MA-034 interligando Buriti Bravo a Brejo de São Félix e Brejo de São Félix a Café Buriti. (Foto: Divulgação)
As sucessivas entregas de estradas que vêm sendo feitas pelo Governo do Maranhão já somam mais de 1,1 mil quilômetros de asfalto desde 2015. São obras em todas as regiões do Estado que vêm transformado o dia a dia dos moradores e a economia local.

Os mais de 1,1 mil quilômetros de rodovias fazem parte dos 2.500 quilômetros do Mais Asfalto, que está presente também em ruas e avenidas dos municípios.

A entrega de rodovia mais recente foi de dois trechos da MA-034, interligando Buriti Bravo a Brejo de São Félix e Brejo de São Félix a Café Buriti. São quase 90 quilômetros de rodovia, rompendo com décadas de isolamento da população. Agora, além de as viagens ficarem mais fáceis e rápidas, ambulâncias e caminhões de transporte chegam com mais agilidade.

A moradora Dorite da Conceição da Silva, de Parnarama, conta que, antes, ou andavam as pessoas ou circulavam os carros. Não havia espaço para todos. “Era muito difícil. Eram só buracos. Se viesse um carro, a gente tinha que parar. Ou era o carro ou eram as pessoas que passavam aqui”, lembra Dorite.

“Agora o asfalto já chega até Buriti Bravo. Facilitou muita coisa para gente ir à cidade, o que antigamente era muito difícil”, acrescenta.

Estímulo para a economia
MA-307 melhora acesso entre Presidente Médici e Centro do Guilherme. (Foto: Jorge Ribeiro)
Outra entrega também em 2018 foi a MA-307 no trecho entre os municípios de Centro do Guilherme a Presidente Médici. São 32 quilômetros de rodovia que nunca havia recebido pavimentação asfáltica. A rodovia levou para a Região Oeste uma nova rota para escoar a produção. Três municípios são diretamente impactados: Centro do Guilherme, Maranhãozinho e Presidente Médici.

“Aqui era ruim demais. Muitos buracos, o carro vivia quebrando. Além disso, tinha que dar a volta pela 25 (estrada vicinal) e demorava três horas num trecho que se faz em 40 minutos. Agora melhorou e muito”, diz Izias Leão, que trabalha com o transporte de legumes e frutas.

Viagens mais rápidas

Em 2017, houve diversas entregas. Entre elas, a MA-123, no trecho que interliga os municípios maranhenses de Afonso Cunha e Coelho Neto. Foram 42,31 quilômetros de pavimentação, numa das obras rodoviárias mais importantes para Região Leste do Estado.

“Para nós, a obra fez uma grande diferença. Antes nós tínhamos que nos deslocar mais de 60 quilômetros até Chapadinha para resolver as coisas do dia a dia. Com a pavimentação da estrada até Coelho Neto, ficou mais rápido e fácil para todos”, diz o professor Zico Bento Rodrigues, de Afonso Cunha.

Diversas regiões
MA-138. (Foto: Divulgação)
Em 2016, outra estrada emblemática foi entregue pelo Governo do Maranhão, interligando as cidades de São Pedro dos Crentes e Fortaleza dos Nogueiras. A MA-138 teve 52 quilômetros asfaltados, transformando esse trecho do Sul do Maranhão.

A MA-386, conhecida como Estrada do Arroz, mudou a cara da Região Tocantina. Entregue em 2016, a rodovia diminuiu muito o tempo de trajeto na região. Viagens que antes levavam até um dia podem ser feitas atualmente em duas horas.

A Região Metropolitana também está incluída nas novas rodovias. A MA-203, conhecida como Estrada do Araçagi, foi ampliada, incluindo a construção do viaduto Neiva Moreira. O viaduto facilita o aceso entre Estrada da Raposa e a Estrada da Maioba.

O canteiro central foi estreitado para dar mais espaço à estrada, foi implantado sistema de acessibilidade, sinalização, drenagem, realizada a pavimentação asfáltica e feita revisão de todo a iluminação com reposição de postes.

“Isso aqui é nota 11. Nunca tinham feito uma obra que chegasse aos pés dessa. Melhorou tudo”, diz o motociclista Antônio Carlos Oliveira, que usa a via todos os dias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário