terça-feira, 19 de julho de 2016

Na Escuta Territorial do Centro Maranhense, população define prioridades de investimento


Na tarde da sexta-feira (15), durante Escuta Territorial do Centro Maranhense realizada pelo Governo do Maranhão, a população da região central  do Estado definiu as prioridades de investimentos para o PPA e Orçamento Participativo 2017. O encontro aconteceu no auditório do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IFMA), reunindo representantes de Barra do Corda, Jenipapo dos Vieiras, Fernando Falcão e Itaipava do Grajaú. Entre as propostas eleitas pelos participantes estão melhorias e investimentos na área da saúde que atenda a população da região do Centro Maranhense.


As discussões envolveram temas como saúde, segurança, educação, meio ambiente, assistência social, direitos humanos, desenvolvimento socioeconômico, infraestrutura, cultura, esporte e lazer, trabalho e renda, agricultura e trânsito.


A secretária adjunta de Direitos Humanos e Participação Popular, Creuzamar de Pinho e representante da secretaria de Estado de Planejamento e Orçamento, Pedro, orientaram os trabalhos. Para a Secretaria Adjunta de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop), Creuzamar de Pinho, as escutas contribui bastante para o Governo garantir investimento em ações que são prioridades para o povo.


Aqui estamos para ouvir o anseio do povo com demandas que são prioridades para a região. Essa é uma forma diferente de se fazer política no Maranhão. O governo vai até os cidadãos para saber na base quais suas reais necessidades, porque levar políticas públicas para aqueles outrora desassistidos, significa garantir direitos para as pessoas”, destacou Creuzamar de Pinho.

Participaram também do evento Ivan Silva (Representando o Superintendente Regional Leocádio Cunha), Nilberto Castilho (Aged), Professor Luiz Carlos (UEMA), Valmir Vieira (Agerp), Professor Cláudio Rocha (URE), Professor Saulo (IFMA), vereadores, secretários municipais da região, presidentes de Sindicatos e Associações e demais representantes de órgãos públicos e da sociedade civil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário