terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Governadores defendem ações coordenadas para evitar crise financeira

Governadores reunidos com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski
Governadores reunidos com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski
Representantes de 25 unidades da federação estiveram nesta segunda-feira (1º) em Brasília para dar novos passos na ação coordenada encontrar saídas para a crise. O governador do Maranhão, Flávio Dino, esteve presente e reforçou o caráter do encontro. “Defendemos novas fontes de financiamento para enfrentar esse momento que atinge a todos os estados”, afirmou.

Após a reunião, os governadores foram até o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, apresentar suas preocupações. Logo após, foram ao Congresso Nacional. “Queremos sensibilizar todos os poderes sobre a importância de os estados e o DF terem acesso a recursos para investimento”, afirmou o governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg.

Na pauta dos governantes e vices estavam a renegociação de dívidas e a necessidade de autorização de créditos para os Executivos locais.

Outro assunto levado ao Senado foi a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 74, de 2015, que permite a utilização de 40% dos recursos de depósitos judiciais para pagamento de precatórios. De lá, a comitiva seguiu para o Ministério da Fazenda, onde será recebida pelo ministro Nelson Barbosa.

Objetivo

Este foi o segundo encontro do Fórum Permanente de Governadores e contou com a presença dos governadores do Acre, Tião Viana; de Alagoas, Renan Filho; do Amapá, Waldez Góes; do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg; de Mato Grosso, Pedro Taques; de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja; de Minas Gerais, Fernando Pimentel; do Pará, Simão Jatene; da Paraíba, Ricardo Coutinho; do Paraná, Beto Richa; de Pernambuco, Paulo Câmara; do Piauí, Wellington Dias; do Rio de Janeiro, Luis Fernando Pezão; do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori; de Roraima, Suely Campos; de Santa Catarina, Raimundo Colombo; de São Paulo, Geraldo Alckmin; de Sergipe, Jackson Barreto; e do Tocantins, Marcelo Miranda; além de Flávio Dino do Maranhão.

Estiveram presentes ainda os vice-governadores do Amazonas, Henrique Oliveira; da Bahia, João Leão; de Goiás, José Eliton; do Espírito Santo, Cesar Colnago; e de Rondônia, Daniel Pereira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário