quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Polícias Civil e Militar reúnem esforços para captura dos assaltantes do Banco do Brasil da cidade de Colinas


Equipes da Polícia Civil e da Polícia Militar do Maranhão foram enviadas ao município de Colinas para a investigação criminal e cerco à quadrilha que assaltou um banco na noite desta segunda-feira (15) na cidade.

O comandante geral da Polícia Militar do Maranhão, comanda de perto o trabalho dos policiais militares na operação de busca e captura nesta terça-feira (16). “Reforçamos o patrulhamento em toda a cidade e na região. Equipes do Cosar e do CTA já estão na região empenhadas em localizar e prender os envolvidos nessa ação criminosa na cidade de Colinas. Os Batalhões e Companhias Independentes também estão integrados na operação de captura dos assaltantes. Não daremos trégua a nenhum criminoso e daremos uma resposta à sociedade”, disse o coronel Frederico Pereira, comandante geral da Polícia Militar.
 
De acordo com o comandante da 1ª Companhia da Polícia Militar em Colinas, major Mario Sergio Cutrim, as guarnições contam com reforços e expandiram as buscas. “Encontramos o carro que os bandidos usaram na fuga, incendiado, e estamos com as equipes em campo para tentar localizar e prender a quadrilha. Estamos preenchendo cada lacuna das rotas de fuga existentes”, explicou o major.

Segundo o superintendente de Investigações Criminais da Polícia Civil do Maranhão, delegado Tiago Bardal, uma equipe especializada do comitê de combate a assaltos a bancos da Seic foi encaminhada ainda na noite de segunda-feira para Colinas a fim de reforçar a investigação. Policiais civis da regional de Presidente Dutra também participam da ação. “Estamos conduzindo a investigação com o recolhimento de indícios, de cápsulas para perícia e identificação das armas utilizadas e analisando imagens”, detalhou Bardal.
 
O superintendente da Seic comentou ainda que o trabalho conjunto com a Polícia Militar do Maranhão permite a ampliação da busca pelos assaltantes. “Acreditamos que eles [os assaltantes] usam alguma fazenda ou sítio como esconderijo. A Polícia Militar reforçou o efetivo policial na área e montou barreiras para evitar fugas, além de estar com a equipe do Cosar também, fazendo o patrulhamento especializado na área rural”, reiterou o delegado.

O Cosar é um grupamento especializado no combate à criminalidade em área rural. A medida de formação desses policiais reitera uma das preocupações prioritárias do Governo do Maranhão, com o combate às quadrilhas de assaltos e roubos na capital e no interior, conforme apontou o secretário estadual de Segurança Pública, Jefferson Portela. “Nossa intervenção policial vai aumentar a força tarefa para identificação e captura dos praticantes de roubos”, completou Jefferson Portela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário