quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Funcionária do Bradesco e servidor da Assembleia Legislativa do Piauí envolvidos em assalto ao banco em Icatu

A Polícia Civil do Maranhão, por intermédio da Superintendência Estadual de investigações Criminais (SEIC), em conjunto como a DIAE/PM, prendeu mais dois envolvidos no assalto à agência do Bradesco, na cidade de Icatu, no dia 12 de janeiro.

Os presos foram identificados como Milena Fernanda Verde Silva Costa, de 25 anos, funcionária do próprio Bradesco; e João Batista de Araújo, de 30 anos, servidor da Assembleia Legislativa do Piauí. A dupla foi presa em cumprimento a mandados de prisão.

Dois assaltantes mortos
Em confronto com policiais, dois dos integrantes dessa quadrilha terminaram morrendo. A troca de tiros aconteceu em um matagal no povoado Ponte, na cidade de Morros, no dia 16 de janeiro. Eles foram identificados como Naldo Medrado dos Santos, 42 anos, era natural de Bacabal e possuía passagens na polícia por explosão a caixa eletrônico na cidade de Afonso Cunha e no estado de São Paulo.

Outros assaltantes presos

Três suspeitos de participação em um assalto ao banco Bradesco na cidade de Icatu-MA, foram apresentados à imprensa no dia 17 de janeiro. Eles foram identificados como Luís Alberto Freitas, 29 anos, José Maria Marques Cantanhede, 55 anos, e Wellyson de Sousa Santos , 25 anos. Com a quadrilha foram apreendidos uma escopeta, uma pistola e uma metralhadora de procedência da aeronáutica e da polícia militar do Piauí, que possivelmente foram usadas durante o assalto. Segundo as investigações, esses homens são moradores da cidade e davam apoio logístico à quadrilha.

Os suspeitos foram presos durante uma operação integrada de forças policiais que visa o combate a crimes contra instituições financeiras no interior do Estado. A ação foi realizada da manhã de sábado (16), na região do Munim, e envolveu a recém criada Companhia de Operações e Sobrevivência em Área Rural (COSAR), Superintendência Estadual de Investigações Criminais (SEIC), Batalhão de Choque, Ronda Ostensiva Tático Móvel  (ROTAM) e a 7ª Companhia Independente de Polícia Militar, com aporte do Centro Tático Aéreo. Durante a operação, outros dois suspeitos morreram em confronto com a polícia.
 
do Gilberto Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário