quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Novos pedidos de Habeas Corpus para Ribamar Alves já estão no TJ

Depois de derrotados no Superior Tribunal de Justiça (STJ), os advogados do prefeito de Santa Inês, Ribamar Alves, insistem em tirá-lo da cadeia imediatamente. Para isso, deram entrada, na segunda-feira (8), às 9h36, em nova solicitação de Habeas Corpus no Tribunal de Justiça do Maranhão. O pedido ainda não foi analisado pelo desembargador de plantão, Raimundo Melo.

A defesa deu entrada, ainda, em um segundo pedido de Habeas Corpus para Ribamar Alves, às 10h14, contra a delegada da Delegacia Especial da Mulher do município de Santa Inês, Joselma Márcia Sousa Amada.

Ribamar Alves está preso no Centro de Detenção Provisária (CDP), no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís, desde o dia 29 de janeiro, quando foi preso e autuado em flagrante por suposto estupro de uma estudante de 18 anos. No mesmo dia, em Audiência de Custódia, realizada à noite, o desembargador Froz Sobrinho decidiu pela prisão preventiva do prefeito.

A estratégia dos advogados do prefeito seria protocolar vários pedidos de Habeas Corpus e contar com a sorte de caírem nas mãos de um desembargador mais flexível. Nas tentativas anteriores no TJMA, os desembargadores Froz Sobrinho e Vicente de Castro decidiram pela prisão e pela manutenção da reclusão, respectivamente.

A defesa tentou, ainda, a transferência de Ribamar Alves para o quartel de Pindaré-Mirim, mas o pedido negado pelo desembargador plantonista José Ribamar Castro, no domingo (7).

Temendo ser afastado em definitivo do comando da prefeitura de Santa Inês, Ribamar Alves (PSB), corre contra o tempo para conseguir sair da prisão e responder ao processo em liberdade. A cada dia, torna-se mais difícil conseguir sucesso pela via judicial, depois de uma derrota até no STJ, em Brasília. 
 
  Gilberto Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário