quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Secretarias de Estado da Educação e Saúde unem forças no combate ao Aedes Aegypti


Léa Márcia Costa, superintendente da SES, destaca importância da parceria para intensificar ações. Foto: Matheus Marques
Foto: Matheus Marques
Durante o mês de fevereiro, várias ações estão previstas para o enfrentamento ao mosquito Aedes Aegypti a partir de parceria das Secretarias de Estado de Educação (Seduc) e da Saúde (SES), que possibilitará ações nas escolas. A primeira destas ações ocorrerá no dia 19, onde a Seduc convocará todos os gestores escolares para desenvolver ações de conscientização ao combate ao mosquito.

“Esta é uma luta que a Saúde não pode vencer sozinha e a parceria com a Educação é essencial, pois a escola é um espaço privilegiado para a aplicação de ações como esta”, pontuou a superintendente de Epidemiologia e Controle de Doenças da SES, Léa Márcia Costa.

A secretária de Estado de Educação, Áurea Prazeres, reforçou que a escola é um espaço ideal para replicar a importância de combater o mosquito. “Com esta ação compartilhada da Seduc e SES dentro do ambiente escolar, o trabalho vai ser replicado de forma mais rápida e eficaz para as famílias dos estudantes e comunidade, aumentando consideravelmente o contingente de pessoas no combate ao mosquito”, frisou. 

Foto 2 - Técnicos da Seduc reforçam estratégias para as escolas no combate ao mosquito. Foto: Matheus Marques
Foto: Matheus Marques
O lançamento da campanha com parceria das duas pastas ocorreu na última sexta-feira (5), na Escola Modelo, no Centro. A intenção é construir um diálogo permanente e desenvolver ações constantes junto à comunidade escolar. “Vamos reforçar o combate ao Aedes com caminhadas, distribuição de cartazes e folders nas escolas, além de palestras e atividades culturais”, informou Tânia Vidigal, da Seduc. 
 
Para a coordenadora do CE Dorilene Silva Castro, Kátia Ribeiro, que já está programando uma caminhada na escola, a convocação da Seduc em parceria com a SES “é válida porque esta é uma questão nacional e a educação tem que estar engajada para debelar o mosquito”, ressaltou.

Já o gestor adjunto do CE São Cristóvão, Anexo Coquilho, Benedito Inácio Silva Monteiro, contou que no plano de ação contra o mosquito pretende convidar lideranças da comunidade, que podem levar a mensagem de conscientização ao combate ao Aedes Aegypti. “Temos que conclamar todos, pois muitos ainda não despertaram para a problemática e todos nós temos que fazer nossa parte”, enfatizou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário