sexta-feira, 29 de maio de 2015

Barbaridade: Homem é executado na frente de dezenas de pessoas em Vitória do Mearim

No final da tarde de ontem quinta-feira 28, no Município de Vitória do Mearim, 180 km de São Luís, dezenas de pessoas testemunharam um assassinado em via pública, cena pavorosa que não será esquecida tão cedo pelos moradores da região.

O crime aconteceu nas proximidades da praça Nossa Senhora de Nazaré, na entrada que segue para cidade de Viana.De braços abertos, um homem ainda não identificado vestido com uma bermuda jeans e camisa vermelha, agoniza no acostamento da estrada, sendo observado por diversos populares.
aaaaaa
Homem agoniza quando surge um sujeito de bota preta e farda militar que 
saca uma pistola atira duas vezes na cabeça da vítima








As pessoas em volta do homem argumentam que ele ainda está vivo, momento que uma pessoa se aproxima e coloca a mão no pescoço da vítima para confirmar se os batimentos estão normais: “O cara está respirando”, revela o morador.Quando de repente surge um homem de bota preta e calça de militar. De modo hostil pisa na cabeça do homem ferido, empurrando de um lado para o outro, parece querer se certificar do estado de saúde. Percebe que a vítima mesmo desacordado está com vida, instante que saca uma pistola e encosta no rosto do homem caído e dispara duas vezes a queima roupa.A cena assustadora surpreende as dezenas de testemunhas que saem correndo em pânico sem entender ao certo o que estava acontecendo.Após o crime, as pessoas que filmavam o corpo na beira da estrada informaram que atirador tomou rumo desconhecido. As testemunhas também não souberam precisar sua identidade.VersõesSegundo informações obtidas pelo blog, a vítima é natural na Cidade de Arari e fugiu de uma blitz de rotina da polícia militar em Vitória do Mearim com reforço policial da cidade de Viana.Até agora ninguém sabe se o executor é um policial, vigilante fardado ou um soldado do exercito. A polícia diz se tratar de é um vigilante, no entanto, não revelou o nome.Outra versão corrente na Cidade é de que a vítima – motociclista – não teria parado na blitz, a PM atirou nele e continuou em uma perseguição a outro suspeito que também fugiu. Foi então que apareceu esse sujeito [assassino] e atirou na vítima.
 Com informações de Neto Cruz

Nenhum comentário:

Postar um comentário