quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Deputada Valéria Macedo pede sinal de telefonia móvel para Alto Brasil e região

Deputada Valéria Macedo pede sinal de telefonia móvel para Alto Brasil e região

A deputada estadual Valéria Macedo (PDT), acompanhada do suplente de vereador da cidade de Grajaú, Roldão da Silva Benicio, esteve reunida com o gerente da Claro do Maranhão, Antonio Leomagon, solicitando providências urgentes quanto à antecipação do sinal de telefonia móvel na área rural do município.

Durante a reunião, o suplente de vereador da cidade de Grajaú, que é morador da maior área prejudicada –  Alto Brasil – , ressaltou que existia, até poucos meses atrás, o sinal da OI, na localidade. Depois que a Claro ganhou nova concorrência, o sinal da OI foi retirado sem nenhuma explicação aos 20 mil habitantes, que ficaram sem comunicação de telefonia.

Roldão Benício procurou a deputada Valéria Macedo (PDT) para pedir apoio político para Alto Brasil, e diz que teme uma manifestação da população que já ameaça paralisar trecho da BR-226, caso o problema não seja solucionado rapidamente. “Os moradores prejudicados estão ameaçando colocar fogo em pneus em trecho da rodovia se o problema persistir. Eles investiram em aparelhos e que está sem uso no momento. Dificuldade a comunicação com pessoas que estão distantes”, disse o suplente de vereador.

Roldão pediu apoio à assessoria jurídica deputada Valéria Macedo, pois no seu entender a existência do serviço não pode ser suprimida por mudança do concessionário. O advogado Marco Aurélio Gonzaga, que também é marido da deputada Valéria, comprometeu-se a analisar a possibilidade de uma medida judicial pela supressão pura e simples dos serviços pela nova concessionária.

De acordo com deputada, o problema já se estende por mais de cem dias e a comunicação móvel é de suma importância, pois facilita o rompimento de barreiras e aproximação das pessoas. “Alto Brasil já é praticamente uma cidade em termos de demandas. Apesar de já um comércio forte, alguns serviços de educação e transporte e os moradores necessitam de mais presença do estado e de serviços públicos. A própria instalação da torre pela OI, aliás, já mostra o reconhecimento da necessidade. O que pedimos é que a Claro instale uma torre e, enquanto esse processo estiver em andamento, que a Oi mantenha o sinal ainda que em parceria com a Claro. A liberação do sinal reafirma o compromisso que a operadora precisa ter com o cliente”, disse Valéria Macedo.

Ainda segundo a deputada, a instalação da torre de telefonia na zona rural de Grajaú, viabiliza maior troca de informações e agilidade no contato com serviços emergenciais, na área da saúde, segurança pública e outros serviços.

De acordo com o gerente da Claro do Maranhão, Antonio Leomagon, disse que o objetivo da Claro é priorizar as sedes e melhorar algumas áreas estratégicas e que até 2018 irão implantar sinal em todas as cidades do estado e que vai tomar medidas necessárias para solucionar a situação.

ARTICULAÇÃO

Após a reunião com o gerente da Claro, a deputada Valéria Macedo, juntamente com os vereadores Telmiston Pereira de Carvalho, Domingos Gerôncio Rodrigos; o suplente de vereador, Roldão Benício e a liderança política, Pastor Newton Aveline de Sousa Silva, foram recebidos pelo assessor da Secretaria Adjunta de Articulação Regional, Augusto Neto, na Secretaria estadual de Articulação Política.
Durante a reunião, foram relatadas várias questões que vem acontecendo com a falta do sinal de telefonia móvel da região rural de Grajaú. Além dos transtornos que os moradores enfrentam por causa da falta de sinal, muita gente também depende do telefone para trabalhar. E os comerciantes acabam enfrentando prejuízos com a falta de comunicação. “Sem o sinal do celular fica impossível entrar em contato com os fornecedores e começa a faltar mercadoria no estoque”, disse Roldão.

O assessor Augusto Neto afirmou que irá encaminhar o problema ao governador Flávio Dino (PCdoB) pois, segundo ele, uma das prioridades do governo é não deixar comunidades sem comunicação. “A meta é que todas as localidades tenham comunicação móvel até 2018”, disse Augusto Neto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário