segunda-feira, 13 de julho de 2015

Falando de saúde com a Dra. Débora Costa - Constipação intestinal

Constipação intestinal
O que é?

Constipação intestinal (ou intestino preso), é definido  como alteração do hábito de evacuar por diminuicão da frequência.

Causas

Dentre as causas da costipação destacamos:
·        Inércia colônica (movimento lento das fezes através do cólon).
·        Obstrução de saída ou defecação obstruída.

Algumas condições também podem causar a constipação.

·        Remédios para dor (por ex: codeína, morfina), ferro, antidepressivos, anti-histaminicos e alguns medicamentos para pressão alta.
·        Gravidez, alteração da tireóide (hipotireoidismo) e paratireóide (hiperparatireoidismo), problemas neurológicos, diabetes, câncer de cólon, problemas anais como fissuras, etc.

Complicações

A constipação não coloca a vida em risco,mas pode ter um impacto importante na qualidade de vida do paciente. As complicações incluem inchaço e dor abdominal, gases, hemorróidas, fissura anal, sangramento anorretal, prolapso retal, impactação de fezes e encoprese (vazamento de fezes e muco em torno das fezes endurecidas).

Exames complementares

Exames serão necessários quando medidas clinicas iniciais não apresentam efeito satisfatório. Exames de sangue para diagnóstico de problemas na tireóide, paratireóide ou diabetes são fundamentais. Um raio-X pode ser necessário para diagnóstico de fecaloma (fezes retidas no intestino). Anuscopia (exame local do ânus) é sempre necessário e, em casos selecionados, a colonoscopia é indicada para analisar toda extensão do cólon a fim de excluir doenças orgânicas (por ex.: tumores). Raio-X contrastado do cólon (enema opaco) às vezes é indicado.

Tratamento

Tente estabelecer evacuações regulares, não ignore a vontade de evacuar. A constipação geralmente ocorre durante viagens ou em situações de stresse. Durante esses períodos, intensifique o tratamento para diminuir o impacto dessas circunstâncias no funcionamento intestinal.

Exercícios diários podem estimular os músculos do colón e ajudam a eliminar gases intestinais.

Alguns pacientes podem precisar de enemas ou supositórios para aliviar a constipação.

A cirurgia é indicada raramente e reservada para formas especiais de constipação intestinal. Esta indicação exige a avaliação de uma equipe cirurgica experiente, especialmente em centros de excelência em cirurgia do aparelho digestivo.

Não tome medicamentos sem orientação do seu médico.
‘A prevenção ainda é a melhor opção”

Dra Debora, é especialista em doenças do aparelho digestivo e endoscopia digestiva alta.

Av Pedro Neiva de Santana 1841, bairro  Altamira

Fone: (99) 981029001 e 991358500

Nenhum comentário:

Postar um comentário