domingo, 29 de abril de 2018

Assassino do lutador de jiu-jitsu ‘Tiago Guma’ tomba morto em confronto com a Polícia

Wilsimar Sousa Silva (foto acima), que é o homem acusado pela Polícia Civil de ter assassinado o lutador de jiu-jitsu “Tiago Guma”, morreu após um confronto com policiais na noite deste sábado (28). As informações são do delegado Otávio Chaves, da delegacia de São Domingos do Maranhão.

“Ele teria reagido durante o confronto com a polícia por volta das 22h00, na cidade de Governador Luiz Rocha”, contou o delegado.

Wilsimar estava sendo procurado pela polícia desde a noite em que o crime ocorreu. Um vídeo mostra o lutador discutindo com um homem às 7h18 da manhã de terça (24). O suspeito sai de uma moto com o capacete na mão. Após luta corporal, Guma fica no chão e leva um tiro. Depois, o homem ainda atira nele outras duas vezes a queima roupa.

Segundo a polícia, Wilsimar também já teria cometido outros dois homicídios, um deles no estado do Pará. No vídeo, a impressão é de que Tiago parou o carro para brigar com o assassino, mas esse era o local que ‘Guma’ sempre parava para dar aulas em uma academia próxima, de acordo com a polícia.

“Como a gente pode ver no vídeo, ele já desce com o capacete na mão e a arma na outra, dificultando qualquer chance de defesa. Lamentável também que, mesmo efetuado o primeiro disparo, ele ainda faz a execução”, contou o delegado no dia 25.
Guma era lutador profissional faixa preta e participava de competições não-ligadas a Confederação Brasileira de Jiu-Jitsu (CBJJ), que representa o país nas competições com os melhores atletas internacionais. Ele lutava em competições pela Confederação Brasileira de Lutas Profissionais (CBLP), no qual ganhou títulos mundiais no peso galo.
DjalmaRodrigues

Nenhum comentário:

Postar um comentário