sexta-feira, 27 de abril de 2018

Agente penitenciário mata a ex-mulher a tiros e comete suicídio em seguida


Um agente penitenciário de 41 anos matou a ex-esposa a tiros e cometeu suicídio em seguida na noite desta quarta-feira (25), em Araçatuba (SP).
Segundo a Polícia Militar, Gylson Alves de Sena foi até a casa de Geni Aparecida Alves Ferrer, no bairro Amizade. Após uma discussão, ele sacou uma pistola calibre 380 e atirou nas costas da vítima, de 48 anos. Em seguida, disparou contra a própria cabeça.
Ainda segundo a PM, os dois foram socorridos ainda com vida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e pelo Corpo de Bombeiros. No entanto, eles não resistiram e morreram a caminho do hospital.
A irmã da vítima disse à polícia que a filha do casal, de 11 anos, presenciou a discussão e os disparos. A mulher também relatou que os dois estavam separados há cinco anos e que o agente ameaçava a ex-companheira.
A polícia foi ao local do crime e isolou a casa para os trabalhos de perícia. Os corpos do agente e da mulher foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) de Araçatuba e o caso será investigado pela Polícia Civil. (G1)

Nenhum comentário:

Postar um comentário