domingo, 17 de maio de 2020

Casal que sequestrou e matou empresário no sul do Maranhão é preso em Pernambuco



De acordo com informações do delegado Fagno Vieira, titular da 11ª Delegacia Regional de Polícia Civil, em Balsas, a polícia conseguiu localizar e prender Wanderson Ferreira de Almeida e Daiane da Silva Almeida, acusados de sequestro e execução do empresário Francisco Adelino Rete, conhecido como Chico Paraná. O crime ocorreu no mês de junho de 2019, na cidade de Balsas.

O casal foi preso nesse sábado (16) pela equipe liderada pelo delegado Felipe Pinheiro da Polícia Civil de Pernambuco, na cidade de Goiana.

Wanderson estava foragido desde a época do crime e se estabeleceu na cidade, onde adquiriu uma oficina onde trabalhava como mecânico. Daiane, beneficiada por uma decisão judicial, acabou fugindo e foi se encontrar com o amante.

Após os procedimentos de praxe, Wanderson Almeida foi encaminhado ao Presídio do Cotel, em Abreu e Lima/PE, e  Daiane foi recolhida ao Presídio Bom Pastor, em Recife/PE. O casal deverá ser recambiado para Balsas, onde ficarão à disposição da Justiça.


Chico Paraná desapareceu em 18 de junho de 2019, mas a polícia só tomou conhecimento do caso nove dias depois, quando a família percebeu que havia algo de errado.

O empresário chegou a entrar em contato com a família pedindo ajuda financeira para um tratamento de saúde.

De acordo com as investigações, o empresário foi sequestrado pela ex-companheira, Daiane Almeida e pelo amante dela, o mecânico Wanderson Almeida.


Antes de ser morto, Chico Paraná passou dez dias em cativeiro. Nesse período, os envolvidos se apropriavam de dinheiro da vítima.

A polícia encontrou o corpo do empresário na zona rural do município de Riachão, quatro meses após o desaparecimento, no dia 19 de outubro. Foi necessário o uso de uma retroescavadeira para desenterrar o corpo.

Informações do Gilberto Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário