sexta-feira, 29 de maio de 2020

Bêbada, 1° sargento da PM dá “carteirada” em blitz e é presa; vídeo


1º sargento da PMGO, Fernanda da Sampaio Fonseca, presa na blitz da Lei seca em Brasília

Um vídeo feito por policial militar do Distrito Federal mostra quando uma colega de profissão, 1° sargento da PM de Goiás, se recusa a colaborar com uma blitz realizada na capital federal. Nitidamente embriagada, Fernanda Sampaio da Fonseca estaria alcoolizada e afirmou trabalhar no Gabinete Militar, no governo de Goiás, na tentativa de ser dispensada.

Diante da frustração na tentativa de “carteirada”, a 1º sargento tentou zombar dos policiais, que teriam patentes mais baixas, mas acabou autuada por desacato: “Vocês são lixo”, disse. A data da abordagem ainda não foi confirmada.

O registro foi feito por um policial que presenciou a cena e foi publicado originalmente no perfil do Delegado Waldir no Instagram. Até a manhã desta terça-feira (26/05) havia mais de 27 mil visualizações.

Continue lendo...

Na gravação, ao ser indagada pelos policiais se havia alguém que pudesse dirigir o veículo em que estava, a mulher diz que iria para a região conhecida como Cruzeiro, onde fica a casa da sogra. “Eu tô bem”, afirmou. Os policiais rebatem dizendo que ela não está. “Estou levando a minha sobrinha e você diz que não estou bem?!”, respondeu.

Os policiais seguem tentando fazer com que ela aceite ajuda para levar o veículo. Ela insiste, dizendo que está bem. “Eu trabalho no Gabinete Militar, com o doutor Ronaldo Caiado. Se você quiser me acompanhar até lá [a casa da sogra], eu agradeço”, diz. O policial se impõe e diz: não. “Terceiro sargento?! Ridículo!”, zomba. Ela continuou: “segundo sargento? Eu sou primeiro sargento. Vai pegar ladrão“, continua em outro vídeo. “Fica aqui enchendo o saco com polícia (sic), desconfia. Vai pegar ladrão. É vergonhoso“, declara ela aos policiais.  “Dizer que eu estou embriagada?!”.

Procurada, a Polícia Militar do Estado de Goiás (PMGO), por meio da assessoria de comunicação, informou que ela é integrante dos quadros  da corporação e que estava de folga no momento do ocorrido. A PMGO ainda reforçou que ela foi autuada por desacato em Brasília e que adotou medidas administrativas para que os fatos sejam esclarecidos localmente. (Metrópoles)

Assista o vídeo:

Nenhum comentário:

Postar um comentário