quarta-feira, 2 de outubro de 2019

Pescador boiou e nadou por 19 horas à deriva em alto-mar até ser resgatado

 

Passou 19 horas à deriva em alto mar – sem nenhum tipo de apoio – o pescador Francisco das Chagas dos Santos Pinto, 45 anos. Boiando e nadando até ser resgatado pela tripulação do navio tanque Flumar Brasil, ele percorreu quase 20 quilômetros do ponto inicial onde caiu de uma embarcação pesqueira na madrugada desta terça-feira (1°), a 181 quilômetros de São Luís.

A Marinha do Brasil, por intermédio da Capitania dos Portos do Maranhão, resgatou na noite desta terça-feira a vítima. Assim que desembarcou em São Luís, nesta quarta-feira, Francisco foi encaminhado para atendimento médico em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

Um inquérito foi instaurado para apurar as circunstâncias em que o pescador caiu da embarcação. A investigação deve acontecer em parceira com equipes da Marinha que atuam no Piauí, estado onde o barco pesqueiro “Ramon” é registrado.

BUSCAS

No início das buscas, foi emitido um alerta para embarcações que navegam na região para que ficassem atentas e que se deslocassem para o ponto onde a pessoa caiu na água, para apoiar as buscas. Foi instaurado um inquérito administrativo para apurar as causas, circunstâncias e responsabilidades pelo acidente da navegação.

MA 10

Nenhum comentário:

Postar um comentário