.

.

quarta-feira, 12 de dezembro de 2018

Polícia espera identificar mandante do assassinato do prefeito de Davinópolis nesta quarta-feira (12) após depoimentos de 5 envolvidos



Gean Dearlen, sargento Willame, cabo "Tita" e "Boca Rica"

O delegado Praxisteles Martins, responsável pela Força Tarefa que investiga o assassinato do prefeito de Davinópolis, Ivanildo Paiva, informou no final da tarde desta terça feira (11) que, após os depoimentos dos cinco suspeitos de participação no crime, num breve espaço de tempo vai chegar ao mandante ou mandantes. Essa identificação pode ocorrer ainda nesta quarta-feira (12) após a conclusão de todos os depoimentos.  

O sargento da Polícia Militar do Maranhão, Willame Nascimento da Silva, encontra-se preso no quartel de Grajaú, onde é lotado, e deve prestar depoimento na Delegacia de Homicídios de Imperatriz nesta quarta-feira (12). Em seguida, ele será encaminhado para o quartel do 3º BPM.

O cabo da PM Pará, Francisco Bezerra Soares, de 44 anos, conhecido como “Tita”, lotado na cidade de Dom Eliseu, já esta preso no 3º Batalhão.

O terceiro suspeito, Gean Dearlen dos Santos Neres, o “Jean Listrado”, que seria pistoleiro, foi levado no período da tarde para a Unidade Prisional de Ressocialização.

O mecânico José Denilton Feitosa Guimarães, conhecido como “Boca Rica”, proprietário de um Ferro Velho, no Bairro Jardim São Luis, já tinha sido levado para a Unidade Prisional.

O quinto a ser preso, em cumprimento a um Mandado de Prisão Temporária, foi o motorista de UBER Douglas da Silva Barbosa. Ele é locatário de um veículo Onix preto, de placa QNV-1313, de Belo Horizonte(MG), e suspeito ter levado os assassinos ao local do crime. Segundo o delegado, o depoimento dele foi muito importante para elucidação do crime. 

Além das cinco prisões temporárias, foram cumpridos vários mandados de busca e apreensões, resultando na apreensão de quatro automóveis e uma moto. Uma Biz azul foi apreendida na casa de Carlos Ramires Lima Ramos, conhecido como “Léo”, vizinho do motorista Douglas Barbosa. Ainda não existe Mandado de Prisão contra o mesmo.


Sobre a prisão do motorista Douglas da Silva, a policia tinha ido duas vezes à casa dele, no período da manhã,  e apreendeu o veículo Onix, mas ele não tinha sido localizado. Ele se apresentou à tarde acompanhado por um advogado, prestou depoimento e recebeu voz de prisão em seguida.

Todos os presos antes de serem encaminhados para 3º BPM e UPRI foram ao ICRIM para recolhimento de material para exames biológicos.

Informações do Notícia da Foto

Nenhum comentário:

Postar um comentário