terça-feira, 19 de setembro de 2017

EXCLUSIVO! Defensoria Pública luta pelo retorno da Central de Regulação do SAMU para Barra do Corda



No dia 12 de setembro de 2017, a Defensoria Pública de Barra do Corda, através do Defensor Público Jessé Mineiro de Abreu e equipe realizou inspeção no SAMU - Serviço de Atendimento Móvel de Urgência de Barra Corda.

O que motivou a Inspeção, foram reclamações da população acerca da demora da chegada das ambulâncias após as informações de emergências, bem como a dificuldade de comunicação com o SAMU.

Segundo foi apurado, Barra do Corda foi incorporada à regulação de Imperatriz-MA. Assim, a central telefônica fica na cidade de Imperatriz. Após a ocorrência de algum sinistro, a população, ao ligar para o número 192 é transferido para a central em Imperatriz, que, em seguida, faz a comunicação para a unidade de Barra do Corda.

Segundo o relatório da Inspeção, "essa metodologia é falha, eis que causa uma demora muito grande no atendimento, pois coloca um interlocutor desnecessário entre as vítimas do acidente e à unidade socorrista".

Ainda segundo o relatório da inspeção, "A própria equipe de profissionais do SAMU foi uníssona ao afirmar que a retirada da Regulação de Barra do Corda para Imperatriz foi muito DANOSO ao atendimento e, tratando-se de atendimento de urgência, alguns minutos perdidos na comunicação podem levar à morte do paciente. Segundo informado por Policias Militares, a população não está a conseguir ligar para o 192, e está a ligar para o 190 em caso de acidentes, o que desloca o atendimento que deveria ser policial para urgência de saúde".

A Defensoria Pública expediu recomendação para que a regulação do SAMU retorne para Barra do Corda e, em caso de não acatamento da Recomendação, será ajuizada Ação Civil Pública.

Nenhum comentário:

Postar um comentário