sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

Jerry defende Dilma e classifica impeachment como manobra política

   

 

O presidente do PCdoB do Maranhão, Márcio Jerry, afirmou em entrevista nesta quinta-feira, 03, que a tentativa de abertura de impeachment feita pelo presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha (PMDB), contra a presidente Dilma Rousseff (PT) não tem base constitucional. Ele classificou a decisão como fruto de manobra política e afirmou que o deputado não está à altura do cargo que ocupa.

 

Márcio Jerry explicou que o pedido de impeachment, neste momento, não deve ter relação com apoio ou aprovação, mas sim com o cumprimento ou não da Constituição Brasileira. “Ninguém resolve crise política, nem econômica e de impopularidade do Governo fazendo impeachment”, esclareceu.

De acordo com o presidente do PCdoB maranhense, o impeachment é uma medida extrema, adotada em situações absolutamente excepcionais, em decorrência do cometimento de crime pessoal do mandatário devidamente comprovado e que se configure como crime de responsabilidade. “Não é o caso. Então a propositura do impeachment é absolutamente, hoje, uma manobra política”, defendeu.

Para Márcio Jerry é fundamental o Brasil encontrar um caminho para a crise política e é hora de todos os partidos sentarem a mesa para o entendimento nacional com o objetivo de assegurar desenvolvimento e fazer com que o país não entre em uma recessão mais grave ainda.

“Esta questão está mal posta, ela não se justifica, ela não resolve nada, pelo contrário, ela piora a situação política, e ao piorar a situação política impede que se encontrem soluções construídas na política para resolver a economia”, explicou Márcio Jerry.

Nenhum comentário:

Postar um comentário