quinta-feira, 4 de julho de 2019

VEJA AQUI: Empresário comete suicídio em evento com governador de Sergipe e ministro

Empresário Sadi Gitz, que cometeu suicídio em evento no hotel Orla da Atalaia, em Aracaju
  Empresário Sadi Gitz, que cometeu suicídio em evento no hotel Orla da Atalaia, em Aracaju
Silvio Rocha/Prefeitura de Aracaju/Divulgação
 

O empresário Sadi Paulo Castiel Gitz, da Cerâmica Escurial, cometeu suicídio na manhã desta quinta-feira, 4, (atirando contra a própria cabeça), durante o evento “Simpósio de Oportunidades – Novo Cenário da Cadeia do Gás Natural” em Sergipe. Estavam presentes no evento o governador do estado Belivaldo Chagas (PSD-SE) e o ministro de Minas e Energia almirante Bento Albuquerque.

Em nota oficial, o governo de Sergipe lamentou o ocorrido e confirmou o cancelamento do evento. A solenidade discutiria a produção e oferta de gás natural no estado, além das estratégias do governo federal para a área.

O evento discutiria aspectos relacionados à produção e oferta de gás em Sergipe, as estratégias do Governo Federal e Estadual para a área, bem como a visão de instituições e empresas envolvidas no tema. No evento, estava presente o Ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque.

No mês de maio a fábrica de cerâmica, que Sadi era diretor presidente, localizada no município de Nossa Senhora do Socorro, na Grande Aracaju, deu início ao processo de hibernação (parada progressiva da produção). De acordo com a administração da empresa, a perda de mais de 600 empregos diretos e indiretos. O motivo determinante para a hibernação, segundo a fábrica, foi o preço do gás cobrado pela Sergipe Gás (Sergas), empresa concessionária do Governo do Estado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário