segunda-feira, 1 de julho de 2019

Defensoria Pública e Adpema lançam campanha de defesa dos direitos da mulher

A Defensoria Pública do Estado (DPE/MA) e a Associação das Defensoras e Defensores Públicos do Estado do Maranhão (Adpema) lançaram a campanha "Em Defesa Delas: defensoras e defensores públicos pela garantia dos direitos das mulheres”, durante solenidade realizada na sexta-feira (28), no Centro Educacional e Social São José Operário, da Cidade Operária.

A campanha nacional é promovida pela Associação Nacional das Defensoras e Defensores Públicos (Anadep) e pelo Colégio Nacional de Defensores Gerais (Condege), com o objetivo de fortalecer o trabalho das Defensorias na efetivação dos direitos das mulheres em situação de rua, privadas de liberdade, no enfrentamento à violência obstétrica, doméstica e familiar e em situações relacionadas a questões raciais.

A diretora da Escola Superior da DPE, Isabella Miranda, destacou o compromisso da Administração Superior em contribuir para o protagonismo das mulheres na instituição. “A Administração Superior abraçou a ideia de valorização e de protagonismo feminino, criou a Comissão Temática da Mulher, para tratar do assunto na instituição e colocar em prática o que disseminamos, que é a igualdade entre defensoras e defensores, servidoras e servidores, mulheres e homens”, destacou Isabella Miranda.

“A ação é fruto do incentivo das defensoras de modo a dar visibilidade ao trabalho desenvolvido pela Defensoria no combate à violência feminina. A todas, nossos parabéns pela conduta nas atuações relacionadas a movimentos que beneficiam não apenas a elas mesmas, mas também os homens, que possuem uma mãe, uma irmã, uma esposa”, destacou o presidente da Adpema, Murilo Guazzelli.

Palestras – Na ocasião, foi realizada um ciclo de palestras, destacando a atuação da Defensoria Pública na busca pela garantia de direitos e dignidade da mulher. A responsável por abordar o tema foi a defensora pública Lindevania Martins, que é titular do Núcleo de Defesa da Mulher e da População LGBT, da Defensoria estadual. “Estes momentos são encontros muito importantes, pois trabalhamos na prevenção, na articulação de políticas públicas que oportunizem à mulher o combate deste sistema que oprime a todas”, enfatizou.

No mesmo painel, a professora do Departamento de Ciências Sociais da UEMA, Neuzeli Maria Pinto, falou sobre a impunidade que rege casos de violência contra a mulher, a forte cultura machista ainda impregnada na sociedade e a educação diferenciada para meninos e meninas que reforça mitos. Já a professora, integrante do Fórum de Mulheres e presidente do Conselho Municipal da Condição Feminina, Sílvia Leite, falou sobre a situação vivida por mulheres vitimadas pela violência obstétrica.

Ainda participaram do evento as defensoras públicas Lívia Macêdo e Cristiane Marques, da Comissão Temática da Mulher da DPE, a ouvidora externa da DPE, Márcia Anunciação Maia Pereira, representantes de sociedade civil organizada, moradores e integrantes da rede de defesa da mulher no estado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário