quinta-feira, 27 de abril de 2017

Dos 18 deputados maranhenses, apenas 6 votaram contra a reforma trabalhista

 Resultado de imagem para votação contra a reforma trabalhista

Apenas seis dos 18 deputados da bancada maranhense na câmara federal votaram contra a reforma trabalhista, sendo defensores dos direitos adquiridos pelo trabalhador.

A maioria dos deputados federais do Maranhão que deveriam representar o cidadão com responsabilidade, agiram como traidores ao votarem favorável a reforma trabalhista, dificultando a vida do trabalhador brasileiro. A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (26) por 296 votos a favor e 177 contrários, o texto-base da reforma trabalhista proposta pelo governo Michel Temer.

Essa é mais uma das metas do presidente da república Michel Temer que vem agindo sistematicamente para eliminar direitos trabalhistas, ou seja, eliminar diretamente o pobre trabalhador brasileiro. 

Pela garantia e permanência dos direitos trabalhistas votaram, Deoclides Macedo (PDT), Eliziane Gama (PPS), Luana Costa (PSB), Rubens Pereira Júnior (PCdoB), Weverton Rocha (PDT) e Zé Carlos (PT).

Votaram contra o trabalhador e agindo como traidores,  Alberto Filho (PMDB), Aluísio Mendes (PTN), André Fufuca (PP), Cléber Verde (PRB), Hildo Rocha (PMDB), João Marcelo (PMDB), José Reinaldo (PSB), Júnior Marreca (PEN), Juscelino Filho (DEM), Pedro Fernandes (PTB), Victor Mendes (PV) e Waldir Maranhão (PP).

Nenhum comentário:

Postar um comentário