quarta-feira, 12 de abril de 2017

CRISE INSTITUCIONAL ENTRE LEGISLATIVO E EXECUTIVO EM IMPERATRIZ PODE ESTAR EM CURSO

A situação política de Imperatriz hoje não é das melhores - nem nos tempos de Davi Silva era assim -,  o clima político é de tensão e intolerância...

 

José Carlos
Uma grave crise institucional entre os poderes Executivo e Legislativo pode ter sido instalada ontem em Imperatriz, desde que um secretário particular do prefeito Francisco de Assis Ramos teceu duras criticas e palavras de baixo calão contra o presidente da Câmara José Carlos Soares Barros e vereadores.

Assis Ramos
Ivaneude Rodrigues, mais conhecido como "Ivan Pantera", gravou um áudio onde ele chama os vereadores de Imperatriz de "Fuleiros", e diz que estes "andam atrás do prefeito pedindo vaga para seus apaniguados". No áudio, que viralizou no WhatsApp, Ivan se refere ao presidente da Câmara, José Carlos de forma rasteira  dizendo que  “Pé de Pato (apelido de de José Carlos) fala besteira e eguagem". Também em texto no WhatsApp Ivan escreveu dizendo que "os vereadores de Imperatriz são os piores do século". 

Comenta-se nos bastidores políticos que é grande a revolta na Câmara contra os ataques de Ivan Pantera e que José Carlos se pronunciará hoje sobre o assunto. Se os moderados ou "apagadores de incêndio" já não tiverem se mobilizado, o meio político promete boas notas para a crônica política durante a sessão do Legislativo imperatrizense.

José Carlos não costuma correr de briga. Fato parecido aconteceu na gestão passada quando o Superintendente da Defesa Civil Chico Planalto também fez criticas à Câmara e  acusações contra o chefe daquela Casa de Leis, tendo imediata reação do presidente. José Carlos exigiu do então prefeito Madeira que Chico Planalto se retratasse e o mesmo acabou pedindo desculpas. Agora, se o "cumpadrismo" político não prevalecer não será diferente, o prefeito Assis terá que tomar providencias contra seu pupilo e provavelmente deve ser a demissão, haja vista a série de problemas que este tem causado com seus destemperos... Oxalá os ânimos se arrefeçam, afinal ninguém em sã consciência pode ser a favor de uma crise desse porte entre os dois poderes políticos de uma  cidade.

Ivaneude Rodrigues, o "Ivan Pantera"
Quem é Ivan Pantera. Surgido no cenário político ainda durante a eleição, como uma espécie de "Leão de Chácara, ou segurança pessoal do então candidato Assis Ramos , Ivan já se manifestava nas redes sociais em confronto com qualquer um que se posicionasse contra Assis. O mesmo chegou a ser denunciado na polícia por ameaças contra uma candidata a vereadora, a Enfermeira Jesus, do PDT. Sem "papas na língua", com linguajar de bordel ou escrevendo errado, Pantera não tem limites em seus comentários.

Mas, mesmo com tudo isso, passado o pleito, Ivan foi reconhecido pelo amigo - dizem que é compadre - que o nomeou como Secretário Particular ganhando cerca de R$ 8 mil reais por mês. 

De lá pra cá Ivan fica o dia inteiro nas redes sociais participando de debates, defendendo o prefeito e atacando duramente seus opositores. 

Seu maior desafeto, o ex-vereador, blogueiro e empresário Rui Marisson, o popular " Rui Porão", já registrou vário Boletins de Ocorrência contra Ivan que é acusado de ameaçar, difamar e caluniar o escriba. Até este jornalista já foi tratado de forma grosseira e chamado de bandido pelo secretário do prefeito, por uma leve crítica ao governo municipal durante um debate no grupo de WhatsApp, "Mundo Político".

Clima de retrocesso - A situação política de Imperatriz hoje não é das melhores - nem nos tempos de Davi Silva era assim -,  o clima político é de tensão com intolerância para a crítica por parte dos que governam. Graças as redes sociais, a liberdade de expressão, pessoas desqualificadas ou simples "bate-paus", no afã de puxar saco e manter seus proventos divulgam toda sorte de noticias para beneficiar uns e denegrir outros. Verdadeiros celerados saem de repente do anonimato ameaçando opositores. A internet deu voz aos imbecis! 

Sargento Cícero Costa de Oliveira
Ontem mesmo um Sargento da PM do Pará, mas residente em Imperatriz, Cícero Costa de Oliveira, saiu de suas atribuições que deveriam ser o de manter a ordem e a paz, para fazer ameaças ao Blogueiro Rui Porão, porque este fez uma denuncia de supostos atos de  nepotismo praticados pela secretária de Desenvolvimento Social, Fátima Avelino. 

Não entro no mérito e nem concordo com boa parte do que se escreve na imprensa e blogs em geral, mas cada um deve ser responsabilizado pelas suas ações na forma da lei, quem se sentir ofendido deve buscar a proteção da  Justiça, porém jamais difamar, ou ameaçar as pessoas.
 
O mundo hoje é outro, vemos ai os últimos acontecimentos na TV em que uma "cantada" que era considerada normal para os homens, agora é crime. No famoso Big Bhother um macho exaltado e ameaçador foi expurgado e ainda deve sofrer consequências judiciais por agressões ou comportamentos agressivos.

Vamos aguardar o desenrolar dos acontecimento em Imperatriz e torcer para que haja paz e que o prefeito Assis Ramos governe bem nossa cidade no clima em que ela já vinha, de progresso e Desenvolvimento. Que as pautas da Câmara e da Prefeitura sejam mudadas para projetos e ações em prol da nossa cidade. É isso que o povo, os homens e mulheres de bem de nossa cidade esperam.
Em Tempo: Agora são 12:04hrs, quando conclui a matéria acima eram por volta das 08:30hrs, então por volta as 10:00hrs o presidente da Câmara, José Carlos, praticamente abriu e fechou a sessão desta quarta-feira sem falar sobre essa polêmica, avisando nos bastidores que só se pronunciará na próxima terça-feira.
do Josué Moura

Nenhum comentário:

Postar um comentário