sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

Artigo Biocentro - Quais os problemas do excesso de álcool?

O alcoolismo é uma condição em que mulheres ingerem ao dia 20 gramas de álcool, e homens consomem 30 gramas ou mais. Sabe-se que o vício é extremamente prejudicial à saúde, mas, você sabe o por quê?

O álcool cai na corrente sanguínea, e assim, é levado para diversos órgãos e tecidos do indivíduo, causando vários efeitos negativos. A seguir, conheça as principais consequências!

#1: Danos cerebrais

O álcool tem ação sobre proteínas do nosso organismo, inclusive as cerebrais. Através da mudança de formato destas, perde-se ou altera a função do órgão, levando aos danos.

Pode-se ter perda de memória, redução dos reflexos, dificuldade de concentração (que muitas vezes afeta a vida profissional), alterações de comportamento e de humor.

#2: Hipertensão arterial

A pressão alta também pode ser uma consequência do alcoolismo, da mesma forma que a redução do consumo leva a uma queda da pressão arterial.

E vale lembrar, que existem diversas doenças decorrentes da hipertensão arterial, como lesões e insuficiência renal, arritmias cardíacas, problemas visuais, e muito mais, caracterizando assim, um efeito em cadeia.

#3: Cirrose

O fígado é responsável por metabolizar (isto é, transformar) o álcool, sendo os seus produtos tóxicos e prejudiciais à saúde do órgão.

O alcoolismo durante a vida leva à uma destruição gradual das células e tecidos do fígado, que acabam por cicatrizar o órgão (da mesma forma que ocorre em nossa pele).

Estas fibroses e cicatrizações levam a perda de função do órgão, e consequentemente à cirrose.

#4: Hepatite

Ainda falando no fígado, existe outra condição influenciada pelo alcoolismo, que é a hepatite.

Ela se trata de uma inflamação crônica das células hepáticas (daí o nome), que deixa o indivíduo amarelado (ictérico), emagrecido, inchado, e com diversos outros sintomas.

#5: Câncer

Os cânceres preocupam cada vez mais a população, e apesar de não possuírem mecanismos de ação bem definidos, já se sabem diversos fatores de risco para a doença. E, dentre estes fatores, fala-se do alcoolismo.

Conheça os principais tipos de câncer que podem estar relacionados ao consumo exagerado de álcool:
  • Sistema digestório: principalmente boca, garganta, laringe, esôfago e intestino;
  • Fígado.
#6: Anomalias congênitas

Gestantes dependentes podem prejudicar seus fetos pelo fato de o álcool atravessar a barreira placentária, e consequentemente, cair na circulação fetal.

As consequências são mais severas quando há o consumo no primeiro trimestre de gestação – situação muito comum, visto que em alguns casos a gravidez é descoberta tardiamente, após este período.

Dentre os danos causados, podemos mencionar:
  • Déficits cognitivos;
  • Mal formações;
  • Síndrome alcoólica fetal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário