segunda-feira, 5 de setembro de 2016

Ídolo do Botafogo, Mazolinha morre aos 57 anos

Morreu na manhã desta segunda-feira, vítima de um infarto fulminante, o ex-atacante Mazolinha, que defendeu o Botafogo no fim dos anos 80 e foi o responsável pelo cruzamento para o gol de Maurício sobre o Flamengo, na final do Campeonato Carioca de 1989. A conquista pôs fim a um jejum de 21 anos sem títulos oficiais do alvinegro.

O sepultamento começou às 14h desta segunda-feira, em Santa Bárbara d'Oeste, cidade natal de Mazolinha, com o velório programado para as 16h. Em sinal de luto, o Botafogo colocou a bandeira de sua sede, em General Severiano, a meio mastro. 

Nascido de 3 abril de 1959, Mazolinha iniciou a carreira em 1986, no Rio Branco-SP, clube pelo qual disputou o Campeonato Brasileiro da Série A. Destaque na equipe paulista, o atacante, que atuava como ponta, logo foi contratado pelo Botafogo.


Mazolinha marcou seu nome na História da equipe carioca na grande decisão do Campeonato Carioca de 1989, em 21 de junho daquele ano. O alvinegro precisava vencer o Flamengo para dar fim a um jejum de 21 anos sem títulos oficiais. No intervalo do jogo, o técnico Valdir Espinosa colocou Mazolinha para reforçar a linha de frente do time, e o atacante não decepcionou. Logo aos 12 minutos da etapa final, ele arrancou pela esquerda, olhou para a área e cruzou para Maurício. O atacante ganhou a disputa em cima do então lateral-esquerdo Leonardo e empurrou a bola para o fundo das redes.

Além do Botafogo, Mazolinha também defendeu clubes como o Avaí, o Santo André, Sampaio Corrêa, Moto Club e a União Barbarense, antes de encerrar a carreira no River-PI. Após a aposentadoria, o jogador trabalhou como pedreiro em Santa Bárbara d'Oeste e na cidade de Avaré. Ele já havia sofrido um infarto em 2008.

O Paraná

Nenhum comentário:

Postar um comentário