quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Acusado de matar a esposa, cabo reformado da PM é preso com 200 pedras de crack no Bacanga

Além de ter sido preso em flagrante com drogas, o cabo reformado está com um mandado de prisão preventiva decretada pela Justiça por ter sido apontado como autor de homicídio que teve como vítima sua própria esposa. 

Rui Silva Reis é acusado de tráfico de drogas
Acusado de matar a própria mulher e de traficar drogas, o cabo reformado da PM do Maranhão Rui Silva Reis foi preso na manhã desta quinta-feira (21) no Porto da Vovó, nas proximidades da Barragem do Bacanga, em São Luís.

Com o suposto traficante, foram encontradas cerca de 200 pedras de crack prontas para a comercialização.

A operação para prender o cabo contou com a participação de policiais do 5º DP no Anjo da Guarda, comandados pelo delegado Walter Wanderley, com apoio de policiais do Grupo de Serviço Avançado (GSA) da Polícia Militar.

Além de ter sido preso em flagrante com drogas, o cabo reformado está com um mandado de prisão preventiva decretada pela Justiça por ter sido apontado como autor de homicídio que teve como vítima sua própria esposa. O crime ocorreu em agosto de 2015. O militar teria estrangulado a esposa, depois de descobrir uma suposta traição.

Na residência do militar, os policiais aprenderam dois revólveres com a numeração raspada, além de cerca de 80 munições.

Segundo o delegado Walter Wanderley existem suspeitas de que Rui Silva forneceria armas à bandidos para a prática de crimes. A polícia vai fazer um levantamento da atuação do militar reformado no submundo do crime.

Gilberto Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário