sexta-feira, 22 de novembro de 2019

BARRA DO CORDA : UNICENTRO realiza palestra sobre feminicídio


Buscando intensificar o trabalho de conscientização pelo fim da violência contra as mulheres, a UNICENTRO sob coordenação do Curso de Enfermagem, a enfermeira Pauliérica e apoiadoras, promoveu na terça-feira (19), palestra sobre feminicídio, ministrada pelo Delegado Regional de Polícia Civil, Dr. Renilto Ferreira. 


A diretora geral da UNICENTRO, Dra. Rosária Ribeiro, destacou a importância do evento. "Esse é um momento importante para todos por tratarmos de algo que infelizmente vem preocupando a todos. Neste momento a instituição Unicentro está fazendo seu papel social de apoiar, fortalecer essa luta contra essa causa que é de todos nós. Se nos unirmos e fizermos nossa parte, creio que possamos mudar no sentido positivo essa realidade do feminicídio. Parabenizo nossa coordenação do curso de Enfermagem, neste ato representado pela enfermeira Paulierica, pela iniciativa, do palestrante Dr. Renilto e das apoiadoras deste evento", concluiu. 


A primeira dama Bruna Costa, assim como as demais apoiadoras fez referência a união em prol do combate ao feminicídio. "Para mim é uma honra participar de um evento como esse de grande relevância e que de interesse de todos. Sabemos que algo precisa ser feito para que possamos garantir de fato nossos direitos. Devemos nos unirmos no sentido de nos fortalecermos cada vez mais para que toda mulher possa ter sua dignidade garantida", disse.

O delegado regional de polícia civil, respondendo pela delegacia da mulher em Barra do Corda, Dr. Renilto Ferreira, fez importante alerta quanto as situações de violência contra a mulher." Esse é um tema que chama basta atenção por conta de como se dá e a forma de como as situações vão evoluindo. Normalmente o homem que se sente machão,  passa a ter atitudes obsessivas, um sentimento de controle e de que a mulher é uma propriedade dele. Quando a situação começa a fugir da normalidade começam as agressões, inicia com um empurrão, em outra ocasião parte para um tapa e a mulher procura ficar naquela de dar nova chance ao companheiro sempre achando que ele irá mudar, não muda. Muitas mulheres que sofrem com esse tido de situação se omitem e não procuram ajuda por conta da dependência desse companheiro agressor. Temos dois casos aqui em Barra do Corda, onde em um a coisa chegou ao extremo quando um homem tirou a vida da sua ex-companheira. Já em outro caso, uma mulher que achava que tinha encontrado seu príncipe encantado viu as coisas mudarem de repente. O cidadão começou a namorar essa moça e logo depois já a considerava sua mulher, isso com sentimento de propriedade. Ele passou a privá-la de muitas situações como qual roupa deveria usar, amizades e a coisa chegou a agressão, daí ela buscou ajuda e saiu desse triste relacionamento que poderia ter tido um fim trágico. Quem souber de algum caso desse tipo pode ajudar entrando em contato conosco para que possamos agir", pontuou.

O evento teve como apoiadoras a primeira dama Bruna Costa, enfermeira Vanessa Ferry, Dra. Tarcila Brandes, advogada Dra. Josélia Oliveira, empresária Nara Rubia. Participação dos Agentes Comunitários de Saúde e alunos do curso de enfermagem. 




Nenhum comentário:

Postar um comentário