quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Desbaratada organização criminosa que envolve ao menos 15 policiais militares de São Luís e Imperatriz

Sob a coordenação da Secretaria da Segurança Pública, a Polícia Civil, com apoio da Polícia Militar, desbaratou uma verdadeira organização criminosa que envolve ao menos 15 policiais de São Luís e de Imperatriz. Alguns foram presos nesta quinta-feira (9). Dois deles foram presos ontem na capital maranhense.

A organização criminosa, que mantém contatos com bandos do Maranhão, do Pará e do Tocantins, é especializada em assaltos e extermínios e estava agindo em toda a região sul do Maranhão, principalmente em Imperatriz.

Os policiais militares envolvidos vinham sendo investigados há alguns meses. As prisões foram solicitadas pela Polícia Civil e O Ministério Público.

Foram decretadas as prisões de Jorge Lucas Melo Garcia (PM Melo), Gerson Vieira dos Santos (PM G. Vieira), Paulo Werbwrth dos Santos (PM Nego Beto), Bruno Silva dos Santos (PM Bruno), Rodrigo Azevedo Correia (PM Azevedo), Dany Wuely Galvão Amaral (PM Amaral), e João Batista Viana Fonseca (PM Fonseca).

Os PMs Bruno Santos e Dany Wuely se apresentaram ontem, quarta-feira (8), no Quartel do Comando Geral da PM.
Foram expedidos outros seis mandados de prisão contra policiais que já se encontram presos. Wilson Castro do Nascimento, John Mike Barros de Sousa, Hermano Lima de Queiroz, Victor José dos Santos, Brenno Duarte Bezerra e Jack Helson Nascimento Assunção (PM do Pará) estão presos por prática de homicídio.

Jefferson Vieira dos Santos, outro policial com prisão decretada, apresentou-se nesta quinta-feira (9) no Comando Geral da PM.

Dos 15 policiais militares com prisões decretadas, dois são da PM do Estado do Pará.

Quatro policiais continuam foragidos, mas a operação continua até que eles sejam capturados.
 
Gilberto Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário