quinta-feira, 11 de abril de 2013

Homicida é condenado a 16 anos de reclusão

Foto: Francisco Carvalho
O Tribunal do Júri de Barra do Corda condenou no dia de ontem 10, Mauro de Oliveira Santos, conhecido por Flor (por vender flores artificiais), a 16 anos de reclusão, por espancamento que resultou na morte da jovem Maria de Fátima Davi de Sousa, conhecida por Simone, crime ocorrido ano de 2010.
 

O réu vivia maritalmente com a vítima e moravam na Altamira. Simone é irmã de Vanda do Baião de Dois. O julgamento de Mauro aconteceu na Academia Barra-cordense de Letras, na rua Luis Domingues, no Centro. 
O Júri foi presidido pelo Juiz da 2ª Vara, Dr. João Pereira Neto e tendo o Promotor de Justiça Dr. Jorge Ribeiro atuando na acusação. Após a decisão do corpo de jurados o magistrado leu o veredicto que determinou a prisão de Mauro de Oliveira por 16 anos em regime fechado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário