domingo, 3 de junho de 2018

Influência da FMF junto a CBF foi decisiva para o Cordino poder jogar diante de sua torcida contra o Ferroviário-CE, pela segunda fase do Brasileiro da Série D

A FMF - Federação Maranhense de Futebol teve atuação decisiva para que o Cordino pudesse atuar contra o Ferroviário-CE no estádio Leandrão, neste domingo (3), pela segunda fase do Campeonato Brasileiro da Série D.

A diretoria do Ferroviário Atlético Clube, Agremiação do Estado do Ceará,  encaminhou para a CBF no dia 28 de maio de 2018, um ofício em que relata situações no estádio Leandrão, sendo constatou diversas ocasiões que provaram ser uma praça esportiva INCAPAZ de receber uma partida de futebol, justificando reais motivos.
No documento enviado à Confederação Brasileira de Futebol, o clube cearense relatou a falta de segurança dentro do que é exigido no Anexo I do Provimento de Nº 290 do Ministério do Esporte, o estádio deve possuir, para oferecer segurança aos presentes, os seguintes itens: barreiras físicas que separem os torcedores do campo (alambrado, grades, fosse, etc.), caso contrário, o estádio poderá ser interditado. Outro problema no estádio é a falta de barreira física, previamente designada para abrigar a torcida visitante com banheiros, lanchonetes (ou ambulantes), bilheteria própria e acesso independente que evite o encontro com as torcidas locais e ofereça segurança que dispense o emprego massivo de força policial, outro real motivo para que o estádio seja reprovado.

Após receber ofício, a CBF teria indicado que a partida seria em São Luís, mediante as informações constantes no documento com fotos de determinadas situações. No entanto, a FMF tratou de agir para que o Cordino pudesse realizar seu compromisso contra o Ferroviário-CE, válido pela segunda fase do Campeonato Brasileiro da Série D, no estádio Leandro Cláudio da Silva (Leandrão), em Barra do Corda.
A tarefa não foi nada fácil, porém a Federação Maranhense de Futebol usou de vários argumentos para que a partida seja realizada no Leandrão. Podemos citar aqui duas situações; nem todos os estádios estão rigorosamente dentro dos padrões exigidos, assim como, nem uma das outras equipes do interior classificadas para a segunda fase, fará seu compromisso como mandante fora de seus domínios. 

Lembrando - O Ferroviário-CE tinha como principal meta, tirar a partida de Barra do Corda levando para um campo neutro, o que seria bastante conveniente para suas pretensões. 

A atitude da FMF em defesa do Cordino foi importante para vencer esse que era um grande obstáculo. Como também é importante que o estádio Leandrão passe por reformas urgentes para que não haja transtornos futuros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário