sábado, 30 de junho de 2018

“A família Sarney perdeu poder faz tempo”, avalia cientista político

O cientista político Alberto Carlos Almeida, autor do livro “O Voto do Brasileiro”, avalia que o grupo Sarney vem perdendo força política no Maranhão desde o início dos anos 1990. Em entrevista ao portal O Hoje, de Goiás, ele falou sobre o declínio das oligarquias brasileiras nas disputas eleitorais.

Almeida acredita que “a família Sarney perdeu poder faz tempo”.

“Ele [Sarney] teve que disputar a eleição para o Senado pelo Estado do Amapá. Se ele tivesse uma posição confortável no Maranhão não precisaria ter ido ao Amapá para se eleger. Isso é uma evidência da perda de forças da família Sarney no Maranhão”, avalia o cientista político.

Derrota em 2014 e o fim da Era Sarney

Nas eleições de 2014, o atual governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB) desbancou logo no primeiro turno Edinho Lobão (PMDB), candidato lançado pela família Sarney na época. A vitória do comunista foi interpretada pela imprensa nacional como “o fim da Era Sarney no estado”.

O clã Sarney tentará retomar o poder nas eleições deste ano. O ex-presidente José Sarney se movimenta para articular a vitória da filha Roseana na disputa pelo governo estadual, mas a pré-candidatura da ex-governadora ainda não decolou. Enquanto isso, de acordo com as últimas pesquisas de intenção de votos, Dino segue como favorito e com fortes chances de se reeleger em 2018.

Do Maranhão da Gente

Nenhum comentário:

Postar um comentário