.

.

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

JUSTIÇA FEITA! TSE reconhece votos para deputado federal e ficha limpa de Deoclides Macedo

O ex-prefeito de Porto Franco, Deoclides Macedo (PDT), tem muito a comemorar!

 

Na última quinta-feira (2), o Tribunal Superior Eleitoral-TSE, por unanimidade, manteve definitivamente o registro da candidatura dele a deputado federal, em sessão que restabeleceu a verdade perseguida há anos por Deoclides.

 


A seguir a nota oficial na qual o agora quase deputado federal – porque deve assumir nos próximos dias – DIZ: “Ninguém irá reparar a grave injustiça cometida por uma campanha de difamações, mas os 56.071 votos a mim confiados nas eleições de 2014 estão valendo!”

 

Por Waldemar Ter 

 

NOTA OFICIAL DE DEOCLIDES MACEDO

 

“O Tribunal Superior Eleitoral-TSE, por unanimidade, manteve definitivamente o registro da minha candidatura a Deputado Federal em sessão de julgamento realizada na última quinta-feira, dia 2.

 

      Ninguém irá reparar a grave injustiça cometida por uma campanha de difamações, mas os 56.071 votos a mim confiados nas eleições de 2014 estão valendo!

 

      Quero de coração agradecer, em primeiro lugar ao eleitor que confiou em nossa trajetória de vida pessoal e profissional. A região tocantina e sul do Maranhão é testemunha de minha ação em defesa permanente de seus interesses. 

 

      Uma palavra especial dedico ao corpo de advogados que me defendeu com tenacidade e competência profissional. Foi uma jornada dura e penosa, contra adversários decididos a impedir o avanço das lideranças populares do Maranhão.

 

      Também registro o apoio que recebi em variados setores da classe política e o afeto que nunca deixei de contar de amigos e familiares. Cada um, a sua maneira, contribuiu para juntar forças para essa grande conquista.

 

      Em breve estarei retomando meus compromissos parlamentares na Câmara Federal com a mesma determinação de sempre. Cada dia valerá por dois, para superar o tempo perdido.                            

Forte Abraço! 

 

Deoclides Macedo”

Nenhum comentário:

Postar um comentário