quarta-feira, 4 de setembro de 2019

Gil Lopes condena a divulgação de pesquisas falsas em Barra do Corda

O presidente da câmara de vereadores de Barra do Corda, vereador Gil Lopes repudiou, veemente, em seu discurso durante a abertura dos trabalhos da sessão desta terça-feira (03) a divulgação de pesquisas falsas sobre as intenções de votos para as eleições de 2020 em Barra do Corda.

Para Gil Lopes, o intuito das pesquisas tem o objetivo claro de enganar o eleitor e lamentou que pré-candidatos à prefeitura de Barra do Corda se utilizem desse expediente. “Aquele que almeja representar e assumir os destinos de Barra do Corda e divulga uma pesquisa falsa já está demonstrando seu caráter”. Afirmou.

Convém lembrar que de acordo com a Resolução TSE 23.549/2017, a divulgação de pesquisa sem o prévio registro das informações sujeita os responsáveis à multa no valor de R$ 53.205,00 a R$ 106.410,00 (Lei nº 9.504/1997, arts. 33, § 3º, e 105, § 2º). Por outro lado, a divulgação de pesquisa fraudulenta (falsa) constitui crime, punível com detenção de seis meses a um ano e multa no valor de R$ 53.205,00 a R$ 106.410,00.

Nenhum comentário:

Postar um comentário