domingo, 23 de junho de 2019

Idosa doente de 81 anos abandonada pela família morre no Socorrão II, em São Luís

Francisca das Chagas Oliveira foi resgatada pela Rede de Proteção ao Idoso, mas morreu no Hospital Socorrão II neste sábado (22).

Francisca das Chagas Oliveira, de 81 anos, morreu no Hospital Municipal Clementino Moura (Socorrão II), em São Luís. Segundo informações, a idosa foi encontrada por vizinhos com feridas na pele e muito doente na cidade de Vargem Grande, a 120 km de São Luís.

De acordo com os órgãos de Justiça que atuam na defesa dos idosos, há quatro meses ela foi deixada por uma filha na casa da sobrinha que abandonou a idosa. As duas estão sendo procuradas e podem responder por abandono de incapaz, maus-tratos e tortura.

A idosa ainda não foi enterrada porque ninguém da família apareceu para buscar o corpo no necrotério do Socorrão II. Equipes do hospital, da Defensoria Pública e da Secretaria Municipal de Assistência Social de São Luís iniciarão os procedimentos para que a idosa tenha um enterro.

Denúncias

As denúncias de violência contra idosos podem ser feitas à rede de proteção formada pela Delegacia do Idoso, Ministério Público Estadual, órgãos independentes e na Defensoria Pública do Estado, onde um centro de proteção do idoso dá orientação gratuita, além de oferecer visitas.

Na Promotoria do Idoso, três mil denúncias de maus-tratos contra idosos já foram recebidos entre 2018 e 2019 em São Luís. Fora as denúncias, 200 idosos já foram resgatados e levados para instituições de longa permanência. A maioria era vítima da violência familiar.

“90% das violências acontece dentro de casa, praticadas por filhos, por netos ou por pessoas que estão em volta, como vizinhos”, declarou o promotor Augusto Cutrim. 

Informações do G1MA

Nenhum comentário:

Postar um comentário