quarta-feira, 26 de junho de 2019

Deputado pede esclarecimentos sobre os 39kg de cocaína apreendidos em avião da FAB

General Augusto Heleno Ribeiro Pereira, Ministro de Estado Chefe do Gabinete de Segurança Institucional, é convidado a prestar esclarecimentos
Foto: Agência Brasil
Um requerimento protocolado na tarde desta quarta-feira (26), na Câmara dos Deputados, pede que o General Augusto Heleno Ribeiro Pereira, Ministro de Estado Chefe do Gabinete de Segurança Institucional, preste esclarecimentos sobre a apreensão 39kg de cocaína em um avião da Presidência da República, na tarde da última terça (25), no aeroporto de Sevilha, na Espanha.

Apresentado pelo vice-líder do PCdoB, deputado federal Márcio Jerry (MA), o documento cita que, “pela gravidade do ocorrido e por envolver pessoas tão próximas ao esquema oficial de apoio ao senhor Presidente da República”, é preciso que informações sejam enviadas à Casa Legislativa.

O requerimento lista perguntas sobre quem é o militar e desde quando integra o Grupo de Transporte Especial da Força Aérea Brasileira (FAB), quem o indicou para o grupo percussor da viagem presidencial ao Japão e quem comandava o voo no qual foi transportada droga, além de questionar quais os procedimentos adotados para checagem da bagagem e outras cargas embarcadas nas aeronaves do Grupo de Transporte Especial.

Também interpela o General sobre quem e quais as responsabilidades pelos controles de acesso de pessoas, bagagens, equipamentos e cargas nas aeronaves e aponta a necessidade de detalhar o conteúdo do depoimento do tenente. Ainda solicita esclarecimentos sobre o envolvimento de agentes do tráfico, as providências adotadas pela FAB e pela Presidência da República, outros possíveis registros de contrabando ilegal por meio de equipamentos militares, envolvidos e as providências adotadas nestas ocasiões.

A prisão do segundo-sargento, integrante do Grupo de Transporte Especial da Força Aérea Brasileira (FAB), ocorreu quando o avião da FAB pousou no aeroporto da capital da região da Andaluzia. De acordo com informações da imprensa local, o militar foi detido pela Guarda Civil espanhola, sob a acusação de transportar 39 quilos de cocaína dentro do avião da equipe que dá suporte à comitiva do presidente Jair Bolsonaro.

A mesa da Câmara deverá encaminhar o pedido ao General, que terá 30 dias para responder ao parlamentar.

Por Jornal GGN

Nenhum comentário:

Postar um comentário