terça-feira, 5 de dezembro de 2017

Sucessão 2018: Laranjal de Roseana está formado

 
A ex-governadora Roseana Sarney (PMDB), que lançou a pré-candidatura e submergiu por falta de repercussão no eleitorado e na classe política, já não tem mais do que reclamar para assumir a condição de candidata com a missão de tentar salvar o que ainda resta do grupo que mandou e desmandou no Maranhão há quase cinco décadas: O laranjal de candidatos que dará sustentação à sua campanha como “batedores” está formado.

Roberto Rocha (PSDB), Ricardo Murad (PRP), Maura Jorge (Podemos) e Eduardo Braide (PMN) foi o quarteto escolhido pelo ex-presidente José Sarney para agradar a filha, temerosa em levar uma nova surra nas urnas em 2018, e convencê-la a perder o medo de enfrentar Flávio Dino (PCdoB), o governador popular e transparente que mudando a cara do Estado com programas e ações que visam estimular a autoestima do povo maranhense.

Inconscientemente, o deputado Ricardo Murad, acusado pela Polícia Federal e Ministério Público de comandar a organização criminosa que saqueou a secretaria de Saúde do Estado em mais de R$ 1 bilhão, já tendo inclusive sendo conduzido de forma coercitiva pela PF para prestar depoimento que durou mais de cinco horas, postou em sua pagina no Facebook um quadro em que os quatro laranjas, mais Roseana, supostamente somariam mais pontos percentuais que o governador.

E pelo tom da agressividade do quarteto, tudo indica que teremos uma das campanhas mais sujas da história política do Maranhão, visto que tudo está sendo preparado para que o laranjal atue para tentar desqualificar a administração Flávio Dino na esperança de forçar um improvável segundo turno.

O deputado Eduardo Braide, última laranja exigida por Roseana, foi cooptada e já está a serviço da oligarquia Sarney, mas ainda assim, a ex-governadora que supostamente pagava precatório mediante recebimento de propina, continua indecisa, o que só tem desmotivado ainda mais os políticos que pretendiam apoiá-la.

Jorge  Vieira

Nenhum comentário:

Postar um comentário