terça-feira, 25 de julho de 2017

Projeto Viva na Melhor Idade arrecada quase 1 tonelada de alimentos não perecíveis e materiais de higiene para Centro de Assistência Solidária ao Idoso, em Pedreiras

Amor ao próximo. Estas palavras nortearam os corações solidários que participaram da campanha “Viva na Melhor Idade”, realizada pelo Instituto de Promoção e Defesa do Cidadão e Consumidor do Estado do Maranhão (Procon/MA) e pelo Viva, que objetiva arrecadar materiais de higiene pessoal, alimentos, entre outros utensílios, para instituições carentes presentes em todo o estado.

Na última sexta-feira (21), foram entregues, aproximadamente, 1 tonelada de alimentos não perecíveis e materiais de higiene, além de mais de R$ 12 mil em eletrodomésticos e móveis, para Centro de Assistência Solidária ao Idoso (CASI), em Pedreiras.

A instituição, que abriga e cuida de vários idosos no município, chegou ao conhecimento dos coordenadores do Viva e do Procon/MA, respectivamente, Laís Martins e André Vinícius, ambos da unidade de Pedreiras, que garantiram que a campanha obtivesse êxito nas arrecadações.

As doações mobilizaram todo o município e contaram com a participação de empresários, da prefeitura local, do Tribunal Regional do Trabalho, dos servidores do Viva e do Procon e, também, da população pedreirense. “Foi com emoção e muita gratidão que entregamos todas aquelas doações para o CASI. Ações como essa nos lembram que juntos somos mais fortes e que unidos podemos transformar a vida das pessoas”, declarou o presidente do Procon/MA e do Viva, Duarte Júnior, que participou da entrega oficial.

Segundo a fundadora e presidente do CASI, Maria das Graças Santos, a “Gracinha”, a doação veio em um momento muito importante para o centro. "As doações vieram no momento certo. Agora, os idosos poderão ser ainda melhor ajudados, com um acesso à saúde e qualidade de vida. Estou sem palavras. Foi extraordinário”, comemorou.

Laís Martins, coordenadora do Viva de Pedreiras, afirma que projetos como este devem ser incentivados em todo o Maranhão. “Me senti realizada em participar desse projeto, pois ações como essa atendem as necessidades de quem precisa. Atender todas necessidades da população é uma forma de cumprir o nosso papel como cidadãos”, disse a coordenadora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário