sábado, 26 de janeiro de 2019

Presidente da Câmara Gil Lopes mobiliza secretarias de saúde do Município e Estado para tratar de ações ao combate da Dengue em Barra do Corda

Com objetivo de unir esforços no combate ao mosquito Aedes aegypti no município, o Presidente da Câmara Municipal de Barra do Corda, Gil Lopes, organizou na manhã desta sexta-feira (25), uma audiência para tratar do assunto que gera grande preocupação na população.  


O presidente Gil Lopes disse que o momento exige cuidado e que todos devem estar juntos nessa causa. "Estamos reunindo as secretarias de saúde do município e estado, a câmara municipal e principalmente pedimos o apoio de toda a população para que possamos superar esse desafio contra a Dengue em nossa cidade", destacou.

Local ideal para o mosquito da dengue
A enfermeira Rosalina Munira, informou que secretaria de saúde está com ações para que casos de dengue não avancem em Barra do Corda. Ela informa que as equipes de PSF vem trabalhando dentro da normalidade do que é exigido, mas que os ACS que são os profissionais que mais estão presentes nas residências, encontram dificuldades por conta de inúmeras situações que não deveria ser comum. Existem muitos quintais com matos, recipientes com água parada, reservatórios não cobertos, ou seja, muitas pessoas fazendo errado e favorecendo o Aedes Aegypti, mosquito transmissor da Dengue, Zika vírus e Chikungunya.

O município de Barra do Corda é um dos que está em alerta. A secretaria de Estado da Saúde já enviou equipes técnicas para a cidade, onde já realizam levantamento da situação e carros fumacê estão em ação cedo da manhã e no final da tarde.

A Coordenadora das Arboviroses da SES, Josenilde Matos, relatou que o estado tem trabalhado em parceria com o município no sentido de reduzir casos dengue em Barra do Corda.

"Muito importante lembrar que no ano 2016, a cidade sofreu com uma grande epidemia de Dengue, e nos anos seguintes, por conta das ações de prevenção dos órgãos de saúde os casos reduziram consideravelmente. Barra do Corda não teve mais situação parecida com a daquele ano. Um alerta importante, todo caso suspeito deve passar por exame laboratorial", destacou.

Uma observação importante por parte do Dr. Dilamar deve servir de reflexão para todos. "É muito comum ouvirmos muitas pessoas falarem. Vai ter dengue, isso aí é dengue. Muitos já sabem e não fazem o simples para evitar. Existe as informações que está ao alcance de todos", alertou.


Participaram desta importante reunião a Coordenadora das Arboviroses da SES enfermeira Joseneide Matos, Gestor regional de saúde Dilamar Filho, secretária municipal de saúde Eloisa Mota, Coordenadores de programas de saúde municipal, diretores de unidades de saúde, técnicos da SES, os vereadores Bena Almeida, Eteldo, Alcenor Nunes, Gemilson Ribeiro, Cananeia, João Pedro Filho e Raimundo da Rodoviária.

Nenhum comentário:

Postar um comentário